Cidade

Feira do bairro Amazonas volta em novo endereço, com críticas e boas expectativas

A feira do bairro Amazonas ficou fechada durante toda a quarentena e voltou neste domingo, em novo endereço. Ela mudou de lugar após o alagamento ocorrido em janeiro. Saiu da Av.Alvarenga Peixoto e foi para a Avenida Tiradentes, entre as avenidas JK e Benjamin Guimarães.

Os clientes até compareceram e visitaram a feira no novo endereço, mas em número menor do que o desejado e esperado por alguns feirantes. A maior parte, sem máscara de proteção. Já entre os feirantes, a maioria cumpriu as determinações da prefeitura, utilizava máscara e oferecia álcool em gel para os clientes.

O senhor Aníbal, que vende frutas na feira há mais de vinte anos, disse que trouxe metade da mercadoria que normalmente traz e ainda assim não conseguiu vender. “Tô no prejuízo” disse.

Revoltado, ele mostrava as mercadorias que nem tirou das caixas. Abacaxis, batatas, bananas e muitas frutas e verduras que não foram vendidos. Ele é um dos muitos feirantes que defende o retorno da feira para seu antigo endereço, na Avenida Alvarenga Peixoto.

Outra que segue a mesma linha é Gleyce Andrade, cuja família tem uma banca na feira há 20 anos. Segundo ela, “foi muito difícil enfrentar a pandemia, tinha que voltar”. Ela diz que não teve medo de contaminação no retorno das atividades, mas defende o retorno da feira para o antigo endereço.

Nem todos pensam da mesma forma. Cristiane Oliveira, que tem uma banca de roupas na feira, defende que é preciso ter paciência. Ela conta que esteve também no retorno da feira de artesanato de Belo Horizonte e que a situação no bairro Amazonas está até melhor do que na capital.

“As pessoas têm que ter paciência. Não vivemos uma situação normal, vivemos ainda uma pandemia, e era esperado que viesse menos gente hoje. Considerando o que vi na feira hippie, é até surpreendente que tenha tanta gente aqui”, conta.

Comerciantes que tem lojas na Avenida Tiradentes também ganharam com a mudança. Solange Denise, que vende roupas na Avenida Tiradentes, diz que o aumento de movimento hoje ainda é pequeno, “mas a expectativa é boa”, conclui.

Muitos feirantes, no entanto, reclamaram da falta de organização prévia por parte da prefeitura. Falta de marcação de lugares para os feirantes, falta de sinalização sobre mudanças no trânsito local e pouca divulgação sobre a mudança e sobre a reabertura estão entre as reclamações ouvidas tanto de feirantes, quanto de consumidores e moradores da região da feira.

A administração municipal distribuiu folhetos com as novas normas, mas enquanto a reportagem do Coluna1 caminhou pela feira, não identificou a ação de fiscais da prefeitura para verificar se as normas de segurança sanitária foram cumpridas.

Vereadores e prefeitura ainda discutem se a feira volta ou não para seu antigo endereço. Por enquanto as coisas ficam como estão. No próximo domingo a feira acontecerá na Avenida Tiradentes, de novo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s