Contagem

Seis vereadores não disputam reeleição e renovação na Câmara de Contagem deve ficar na média das últimas eleições

A renovação na Câmara Municipal de Contagem deve ficar entre 8 e 12 vereadores, próximo ao que ocorre desde as eleições de 2004. Seis dos vereadores eleitos em 2016 não disputam as eleições em 2020 e já contam na conta de renovação.

Ivayr Soalheiro e Doutor Wellington são candidatos a prefeito, Capitão Fontes é candidato a vice, e por isso não disputam cadeiras no legislativo. Rogério Marreco abriu mão da disputa, Léo Mota foi eleito deputado federal e não participa das eleições e, infelizmente, o vereador João Bosco New Texas faleceu durante o mandato.

A proibição de coligações partidárias em 2020 fez com que os vereadores atuais se espalhassem por vários partidos. São poucos os atuais vereadores que disputam a eleição juntos em um único partido. A maior parte deles optou por ir para a disputa liderando seu próprio partido.

Esse aumento de partidos na disputa levou a um aumento de candidatos. Em 2016 foram cerca de 500 candidatos; em 2020 são mais de 700 candidatos às 21 vagas disponíveis na Câmara Municipal.

EXPECTATIVAS DE ALTERAÇÕES NO PODER PARTIDÁRIO

Em 2016 pesou o fato do PCdoB ser o partido no poder municipal. A chapa composta pelo partido do então prefeito Carlin Moura formou a coligação PCdoB/PT e foi o partido com a maior quantidade de vereadores eleitos. Ao todo, foram quatro comunistas e um petista eleitos pela coligação.

Naquela eleição, apenas a coligação PCdoB/PT conseguiu eleger mais de um vereador pelo quociente partidário.

Contudo, durante o mandato, houve uma debandada e, em 2020, é possível que o PCdoB não consiga eleger nenhum vereador. O próprio ex-prefeito e alguns membros históricos do partido em Contagem mudaram de legenda e irão disputar a eleição por outras siglas.

Quem deve retomar posição é o PT. Não só pelo fato de ter uma candidatura forte à prefeita, mas também por ter uma chapa com candidatos que trazem votações significativas de outras eleições. É provável que o partido eleja dois ou três candidatos.

Outro partido que também deve ampliar o poder na Câmara é o PTB. A chapa de vereadores do partido tem muitos candidatos com grandes votações em outras eleições no município e possivelmente terá duas ou três cadeiras na Câmara.

Republicanos também deve obter boas votações, mas terá dificuldades para manter as três cadeiras que tem hoje. No partido existem várias candidaturas com boas expectativas de votos nas urnas. Essas candidaturas devem disputar voto a voto para ver quais serão os mais votados com direito a assumir uma vaga na Câmara.

Solidariedade, Avante, Democracia Cristã, MDB, PDT, PSC, PSDB e PL também devem alcançar o quociente eleitoral. Já os partidos Cidadania, Patriotas, PP, PSB e PSL têm chances, mas terão que provar a força nas urnas.

RENOVAÇÃO VELHA E CONHECIDA

Entre os candidatos com maiores chances de assumir uma vaga na Câmara, poucos serão novidade de verdade. A maior parte ou já foi vereador em outras legislaturas ou é parente de algum ex-vereador.

Na disputa também temos ex-ministro, ex-embaixador, ex-secretários municipais, ex-candidatos a prefeito e muitos outros rostos conhecidos dos eleitores; alguns com chances reais de vitória, outros que têm de esperar pra ver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s