Contagem

Pesquisa do segundo turno indica vitória de Marília Campos, no limite da margem de erro

Foi divulgada nesta segunda-feira, a primeira pesquisa sobre o segundo turno em Contagem. A pesquisa mostra vitória de Marília Campos com 54,7% dos votos contra 45,3% de Felipe Saliba.

A margem de erro da pesquisa é de 3,98%, portanto, os dois estão tecnicamente empatados.

A primeira semana de campanha do segundo turno foi marcada pelo uso de acusações. A campanha de Felipe Saliba apela ao “antipetismo” e insiste em postagens que relacionam o PT com corrupção e desqualifica os apoios recebidos pela petista.

Do lado de Marília Campos há um destaque para as realizações feitas pela petista em sua primeira passagem pela prefeitura, como reforma de praças, obras de infraestrutura e outras realizações. Também há acusações sobre a falta de prestação de contas do candidato do democratas e segue a linha de classificar o Felipe Saliba como despreparado e aventureiro.

EXPERIÊNCIA CONTRA AVENTURA

A experiência de Marília Campos tem conseguido mais apoios do que a proposta de Felipe Saliba, mesmo com o abono de Ademir Lucas.

Na primeira semana Marília conseguiu o apoio de Wellington Ortopedista e Ivayr Soalheiro, que foram candidatos no primeiro turno. Também conseguiu apoio de grupos políticos importantes e inesperados como os do vereador Daniel do Irineu, filho do Professor Irineu, Alex Chiodi e Jair do Tropical, além de muitas lideranças, como Fatinha do Manancial e outros.

Outro ganho importante para Marília foi o apoio de Maria José Chiodi, candidata a vice de Doutor Wellington nesta eleição. Maria José Chiodi foi o alvo da ação na justiça eleitoral que queria força-la a desistir da candidatura para apoiar Felipe Saliba no primeiro turno. Essa ação foi resultado de articulação de partidos, em nível nacional, para favorecer o candidato do DEM.

O julgamento da ação em primeiro turno foi amplamente divulgada pelo candidato Felipe Saliba e por seus apoiadores, insistindo em uma notícia falsa de que Doutor Wellington não poderia concorrer as eleições no domingo. Essa notícia falsa motivou muitos eleitores a desistirem de votar em Doutor Wellington, que até então era o segundo colocado.

Essa estratégia de campanha ainda não foi digerida pelos adversários, que consideraram “deslealdade” e provocou um isolamento de Felipe Saliba. Já na reunião de vereadores realizada após a eleição, a ação sofreu críticas de muitos vereadores, sem no entanto citar o nome de Felipe Saliba.

A maior liderança política que manifestou apoio a Felipe Saliba foi o deputado Federal Leo Motta, que manifestou apoio ao candidato após Doutor Wellington se manifestar em favor de Marília Campos sem consulta-lo antes.

REGISTRO

A pesquisa entrevistou 600 eleitores no dia 20 de novembro. O índice de confiança estimado é de 95%. O levantamento realizado pela Soberano Instituto de Pesquisas foi registrado no TRE-MG sob o número MG-01828/2020. No TRE consta que a empresa é a própria contratante da pesquisa. A divulgação inicial foi realizada no jornal Estado de Minas.

Categorias:Contagem

Marcado como:,

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s