As ruas amanheceram com bem menos sujeira do que no primeiro turno. Natural pela quantidade de candidatos, no primeiro turno foram mais de 700, agora são apenas dois. Marília Campos e Felipe Saliba disputam para saber quem será o futuro prefeito de Contagem.

Até o momento, polícia e justiça eleitoral não divulgaram dados de pessoas apreendidas ou envolvidas em crimes eleitorais. Relatos vindos dos fiscais nos locais de votação também relatam tranquilidade.

Ontem a noite, no entanto, a Guarda Municipal e a Polícia Militar fizeram a maior apreensão de material irregular de campanha. O material fazia propaganda de Felipe Saliba e era contra Marília Campos.

O recolhimento ocorreu por ordem judicial, pois trazia mentiras e formato irregular em relação a lei eleitoral. Pela lei, todo material tem que estar com o CNPJ da candidatura. É uma forma de controlar o chamado “Caixa 2”. Desta forma a justiça eleitoral evita doações irregulares, lavagem de dinheiro e recebimento de corrupção em forma de doação de campanha.

O material em apoio a Felipe Saliba estava enquadrado neste tipo de irregularidade e por isso foi recolhido.

URNAS SORTEADAS PARA AVERIGUAÇÃO

No segundo turno o TRE-MG sorteou seis urnas nas cidade há votação. Contagem teve uma urna sorteada. A urna da seção 142 da Zona eleitoral 91 foi sorteada e será fiscalizada pela justiça eleitoral.

PREVISÃO DE APURAÇÃO

O TSE espera que não ocorram imprevistos no segundo turno parecidos com os que ocorreram na apuração do primeiro. O atraso na divulgação dos resultados do primeiro turno, não deve ocorrer desta vez, espera o TSE.

Em pronunciamento neste sábado, o ministro Luís Roberto Barroso, convocou os 38 milhões de eleitores das 57 cidades brasileiras onde a disputa para a prefeitura será decidida em segundo turno a votarem de forma consciente e com segurança. 

Ele finalizou desejando um futuro melhor, para todos. “Votem com segurança. Usem máscara e mantenham distanciamento social para protegerem a si mesmos e aos outros. Em breve, essa pandemia passará, e teremos muitas razões para celebrar a vida e a democracia brasileira”.