A prefeita Marília Campos visitou nesta segunda-feira (15/2) as instalações provisórias do Centro de Consultas Especializadas (CCE) Iria Diniz. O local, que irá funcionar na antiga sede do Ceaps (avenida Dr. Guilhermino de Oliveira, 60, Novo Eldorado), foi todo reformado para atender os pacientes de 14 especialidades médicas. A estrutura ampla conta com 11 consultórios, duas salas para ultrassonografia, espaço para reabilitação, além da área administrativa. Cerca de 60% do atendimento mensal do CCE Iria Diniz será feito no local, o que representa mais de 3 mil consultas. Com a abertura deste espaço, todos os atendimentos do CCE Iria Diniz foram retomados.

Segundo a prefeita, o espaço provisório garante o atendimento da população e oferece melhores condições de trabalho aos servidores. “Nós sabemos que a população tem pressa e eu também. Vamos trabalhar muito para acabar com a fila das consultas especializadas. O espaço ainda é provisório, mas queremos melhorar ainda mais e vamos trabalhar juntos para isso”, disse.

A médica endocrinologista pediátrica Juliana Pinheiro atende no CCE Iria Diniz há 14 anos e a retomada das consultas foi um alívio. “As consultas estavam reprimidas e minha preocupação é exatamente com a população. Ao deparar com o ambiente, fiquei muito satisfeita, porque é uma sala ampla, ventilada, e tenho expectativa ainda de melhorias, mas já posso perceber que já tiveram algumas. Espero que a curto prazo a gente possa liberar a fila”, disse.

Conforme explicou a diretora do CCE Iria Diniz, Cláudia Ribeiro, o espaço reformado possibilitou trazer as consultas que estavam espalhadas em vários locais e colocar em salas amplas. “Foi muito boa essa mudança. Como são 11 consultórios, conseguimos trazer a maioria das especialidades e a reabilitação. Aos poucos vamos adaptando as agendas, ainda não é nosso ideal, pois estamos com proposta para agrupar todos novamente”, disse.

Atendimentos CCE Iria Diniz 

No CCE Iria Diniz provisório serão atendidas 14 especialidades: geriatria, mastologia, oftalmologia, hematologia, angiologia, ortopedia, otorrinolaringologia, gastroenterologia, pneumologia, infectologia, endocrinologia, endocrinologia infantil, proctologia, cardiologia e risco cirúrgico, além de ultrassonografias e reabilitação (fisioterapia, fonoaudiologia e nutrição).

Algumas especialidades do Iria Diniz continuam descentralizadas e serão atendidas em outros locais. Como é o caso do CCE Ressaca que atenderá cardiologia e risco cirúrgico, cirurgia plástica, urologia, cirurgia urológica, ortopedia. Já a UBS Água Branca terá pré-natal de alto risco e propedêutica de colo uterino. Na UBS Centro (CAD) serão atendidos angiologia, dermatologia, acupuntura, hematologia, nefrologia, gastroenterologia, cardiologia e risco cirúrgico. E por fim, na UBS CSU Eldorado serão as consultas de angiologia, ambulatório de curativos especiais e ambulatório de pé diabético.

Fila de consultas  

Marília Campos afirmou que está trabalhando também para agilizar a fila de consultas especializadas no município. Para o mês de março, 2 mil consultas de oftalmologia já foram adquiridas. “Sei que tem muita gente que está na fila, esperando a consulta especializada ou o procedimento médico. Temos procurado agilizar isso, principalmente, depois que o Iria Diniz foi demolido.  Vamos solucionar os problemas com muito trabalho e compromisso”, afirmou.

Informações: PMC/VanessaTrotta Foto: PMC/JanineMoraes