Pandemia

Contagem caminha para adesão a “Onda Roxa” e lockdown na cidade

A orientação de adesão a Onda Roxa do programa Minas consciente, do governo estadual, deve ser encaminhada pela Prefeita amanhã, de manhã, durante reunião da Granbel, associação que reúne as cidades da região metropolitana de Belo Horizonte.

Contagem vive um dos momentos mais graves da pandemia de Covid, com aumento no número de mortos, índice de transmissão da doença em ritmo acelerado e ocupação de UTI em 93%, perto do limite da capacidade.

“Nós temos que evitar um colapso. Não temos outra saída, se não propor, em primeiro lugar, uma ação, uma estratégia regional no processo de enfrentamento a pandemia”, disse a Prefeita ao justificar a defesa de que todos os municípios da região façam a adesão a Onda Roxa do governo estadual.

A “Onda Roxa” é o nível mais grave das ações contra a pandemia de Civid-19. Foi criada pelo governo estadual recentemente como forma de evitar um colapso do sistema hospitalar na região de Uberlândia e Uberaba, chamada de “Triângulo Norte”, pelo governo.

Outras regiões como Itabira e suas cidades vizinhas também optaram pela adesão a Onda Roxa para evitar a expansão da doença.

Neste nível de combate a doença, ficam permitidos apenas os serviços essenciais; reuniões e eventos, públicos ou privados ficam proibidos; proibição de circulação de pessoas sem máscaras e toque de recolher entre 20h e 5h.

Belo Horizonte já definiu pelo fechamento de atividades não essenciais neste sábado. Isso inclusive aumenta a pressão sobre Contagem e demais cidades da região, pois muitos belorizontinos vem utilizar shoppings, serviços e comércios nas cidades vizinhas à capital.

Desde janeiro, com a posse de Marília Campos, Contagem tem feito um esforço para manter a normalidade na cidade e continuar com comércios e serviços funcionando.

O Projeto Pacto Pela Vida controlou a expansão da doença e envolveu vários setores da economia municipal em um processo de diálogo para garantir o cumprimento das medidas preventivas.

Contudo, o agravamento da pandemia no Brasil e a demora do Governo federal em avançar na campanha de vacinação colocaram em risco a continuidade da rotina na cidade.

Categorias:Pandemia

Marcado como:,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s