prestação de serviços

Contagem inicia cadastramento de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas para a vacinação

Contagem inicia nesta quarta-feira (5/5) cadastramento de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas para a vacinação contra a Covid-19. O cadastro deve ser feito exclusivamente pelo formulário disponível nos links abaixo, até o próximo domingo (9/5), às 23h59. As informações e o calendário de vacinação serão sempre divulgados nos canais oficiais da Prefeitura.

São dois cadastros distintos. Um para pessoas de 18 a 59 anos e 11 meses, residentes em Contagem, que apresentem uma ou mais das doenças listadas.

CLIQUE AQUI para fazer o cadastro das pessoas com comorbidades.

E outro de gestantes e puérperas residentes em Contagem. De acordo com o Ministério da Saúde, para a vacinação são consideradas as puérperas com até 45 dias de pós-parto.

CLIQUE AQUI para fazer o cadastro das gestantes e puérperas.

Orientações

Não serão aceitos envios por e-mail ou por telefone. O cadastro tem como objetivo realizar o levantamento desse público. Não será feito o agendamento da vacinação. A população deve acompanhar a divulgação do calendário de vacinação nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura.

Todas as informações prestadas no cadastro deverão ser confirmadas no momento da vacinação. O cadastro será enviado aos órgãos de controle externo e, em caso de informações falsas, ficarão sujeitos às responsabilizações administrativas, civis e penais aplicáveis.

O comprovante do cadastro será enviado por e-mail. As pessoas deverão apresentar esse comprovante no dia da vacinação, seja impresso ou no celular e afins.

Para ser vacinado contra a Covid-19, este grupo prioritário deverá, além de realizar cadastro e levar o comprovante, apresentar documentos para comprovar a condição de saúde como exames, receitas, relatório médico e/ou prescrição médica.

As pessoas com comorbidades com 60 anos ou mais já estão contempladas na priorização por faixa etária.

As condições de saúde que se enquadram neste grupo prioritário são:
– Diabetes mellitus;
– Pneumopatias crônicas graves;
– Hipertensão Arterial Resistente (HAR);
– Hipertensão arterial estágio 3;
– Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
– Insuficiência cardíaca (IC);
– Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar;
– Cardiopatia hipertensiva;
– Síndromes coronarianas;
– Valvulopatias;
– Miocardiopatias e Pericardiopatias;
– Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;
– Arritmias cardíacas;
– Cardiopatias congênita no adulto;
– Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;
– Doença cerebrovascular;
– Doença renal crônica;
– Imunossuprimidos;
– Hemoglobinopatias graves;
– Obesidade mórbida;
– Síndrome de down;
– Cirrose hepática e
– Doenças raras – doenças que causam imunossupressão como síndrome de Cushing, lúpus eritematoso sistêmico, doença de Chron, imunodeficiência primária com predominância de defeitos de anticorpos; doenças que causam comprometimento pulmonar crônico como a fibrose cística; doenças que causam deficiências intelectuais e/ou motoras e cognitivas como a síndrome Cornélia de Lange, a doença de Huntington; e outras doenças raras como anemia falciforme e talassemia maior.

fonte: Secom/PMC/VanessaTrotta imagem: Secom/PMC/JanineMoraes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s