O governador, Romeu Zema, participou nesta quarta-feira (30/6) da inauguração do Centro de Treinamento e Desenvolvimento da Indústria 4.0 do Senai, instalado em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). 

No espaço serão oferecidos serviços de consultoria tecnológica especializada, desenvolvimento e testes de soluções integradoras, serviços técnicos e treinamentos. O objetivo é qualificar mão de obra para que mais profissionais especializados atuem na indústria mineiro.

O público-alvo poderá, ainda, fazer cursos técnicos, especializações, aperfeiçoamento profissional e pós-graduações em parceria com universidades como o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a UNA.

Empresas de todos os portes poderão firmar parcerias cedendo tecnologia, com a transferência de conhecimento e até doação de equipamentos.

Em discurso, Zema destacou os esforços do estado para atração de investimentos. 

“Fico satisfeito com esse momento, pois ele está dentro da principal pauta do nosso governo, que é o emprego digno. Meu secretariado tem trabalhado incansavelmente para que Minas seja o melhor estado do Brasil para se investir e, consequentemente, gerar empregos. Estamos em uma velocidade que nem se compara ao passado. Em 30 meses de gestão, já atraimos mais de R$ 120 bilhões em investimento, fazendo com que Minas seja um dos estados brasileiros com maior destaque nessa atração de investimentos”. 

O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, enfatizou  que o centro é um marco para Minas Gerais no que tange à inovação. 

“Quando temos o melhor ambiente de negócios, atraímos mais investimentos. E, se atraímos mais investimentos, as indústrias vão precisar de centros como esses, pois são centros que estão á frente do nosso tempo e que podem levar tecnologia às nossas indústrias”, disse. “O objetivo é formar mão de obra qualificada para a indústria do futuro, que é a indústria 4.0”, completou. 

Roscoe também elogiou a gestão Zema que, segundo ele, tem procurando tornar o estado mais eficiente, mais justo e com um melhor ambiente de negócios para se investir. “Sua boa gestão está tornando possível que empresas venham para o estado e adotem essa tecnologia, e tornem esse centro viável num curto espaço de tempo”, destacou o presidente da Fiemg.

A prefeita de Contagem, Marília Campos, ressaltou a vocação da cidade para o setor. “Contagem que já é um polo industrial reconhecido, inclusive internacionalmente, agora fica mais fortalecida. Esse centro vai ser uma oportunidade de a gente treinar profissionais para essa revolução que está acontecendo na indústria”, afirmou.

Indústria 4.0 em MG

Também chamada de quarta revolução industrial, a indústria 4.0 engloba sistemas de tecnologias avançadas usando inteligência artificial e robótica, por exemplo, durante os processos de produção.

Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), desenvolve projetos voltados para indústria 4.0, como o Encontros de Inovação. A iniciativa promove a integração entre Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), setores produtivos e estado. A ideia é conectar soluções tecnológicas desenvolvidas nas ICTs e demandas empresariais, potencializando oportunidades de negócios entre os participantes. Entre os destaques estão, por exemplo, os encontros já realizados voltados para o setor de mineração e inovações de biotecnologias para saúde.  

Ainda relacionado à indústria 4.0, o HUB MG é um programa que apoia o setor público e as médias e grandes empresas mineiras a se manterem inovadoras.