Famílias cadastradas na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) da Cemig, que estejam com alguma fatura de energia atrasada, terão até o fim deste mês para ficar em dia com a companhia e evitar a suspensão do fornecimento de energia por inadimplência. Desde setembro, a Cemig pode cortar a energia desses clientes, segundo determinação do governo federal. No entanto, manteve o fornecimento, ampliando as condições especiais de negociação até 31/10.

Caso algum cliente classificado como TSEE possua pendência financeira com a companhia, ele deve procurar a empresa para a negociação e aproveitar o prazo especial, que vai até o fim da semana. 

Esses clientes podem dividir o valor devido em até 24 vezes sem juros, desde que não tenham parcelamento ativo. Essa facilidade pode ser solicitada por meio dos canais digitais da empresa na internet: atende.cemig.com.br e (31) 3506-1160 (WhatsApp). Para os que já possuem parcelamento, há a possibilidade de pagamento em 12 vezes sem juros via cartão de crédito.

“São condições vantajosas para nossos clientes cadastrados na Tarifa Social. Eles terão mais uma semana para entrar em contato com a Cemig, por meio dos canais de negociação da empresa, e conseguir o melhor acordo que atenda às suas necessidades”, explica o gerente de Arrecadação e Adimplência da Cemig, Wellington Fazzi Cancian.     

Outros clientes 

Para os clientes residenciais e comerciais de baixa tensão, existe a oportunidade de dividir em até 12 vezes suas contas em atraso, utilizando o cartão de crédito, ou via fatura de energia elétrica, por meio dos canais digitais. No caso de pagamentos por cartão de crédito, o parcelamento é sem juros. 

Religação

Caso haja o corte por inadimplência, o prazo para religação da energia a partir da quitação ou do parcelamento da conta, é de 24 horas na área urbana e 48 horas na rural.

fonte: Agência Minas