A partir de 3 de novembro as unidades escolares passam a funcionar com o distanciamento linear de 90 centímetros entre pessoas. O retorno presencial segue sendo facultativo às famílias. Desta forma, as famílias podem optar por manter crianças e estudantes no sistema remoto de ensino ou de forma presencial, que seguirá no formato de ensino híbrido.

A cidade adota postura mais restritiva que a rede estadual de ensino e que a rede de Belo Horizonte.

Na rede estadual a presença passa a ser obrigatória a partir de 3 de novembro e os alunos não tem mais a opção de escolher o ensino online. Na rede municipal de Belo Horizonte houve aumento da quantidade de aulas por semana, passando a ter aulas de segunda à sexta.

Em Contagem, os estudantes que optarem pelo ensino híbrido, haverá atividades presenciais obrigatórias de segunda a quinta-feira, com três horas de permanência nas unidades e uma hora de atividades assíncronas (gravadas). Na sexta-feira, serão 4 horas de atividades assíncronas, totalizando 20 horas semanais.

Já os estudantes que permanecerem no ensino remoto também terão 20 horas de atividades ao longo da semana, sendo 4 horas diárias de atividades síncronas (em tempo real) ou assíncronas. As atividades de sexta-feira serão exclusivamente de forma assíncrona.

Às sextas-feiras também seguem reservadas para o tempo pedagógico dos (as) professores (as). Outra novidade na organização das escolas é que as turmas serão divididas em “bolhas” com atendimento de até dois professores para cada uma. Cada professor também pode atender até duas bolhas em cada escola.

As escalas de entrada e saída dos estudantes seguem ocorrendo de forma intercalada, conforme critério de cada unidade escolar. Já a merenda passa a ser fornecida por empresa especializada e realizada no refeitório, respeitando orientações e diretrizes nutricionais. Os lanches secos deixarão de ser fornecidos.

Em casos suspeitos de contaminação por Covid-19 dentro de uma “bolha”, o estudante/criança/trabalhador é isolado até a realização de exame comprobatório. Em caso de testagem negativa, o indivíduo retorna normalmente às atividades presenciais. Em caso positivo, toda a turma da “bolha” será isolada.

O uso de máscara, o respeito ao distanciamento de 90 centímetros lineares entre pessoas e a higienização seguem obrigatórias dentro do ambiente escolar. Já o uso de faceshield deixa de ser obrigatório.

Todas as ações foram construídas e debatidas junto à Vigilância Sanitária do município, autoridade responsável pelas ações de saúde no combate à Covid-19.

Assim, Contagem segue promovendo o atendimento educacional de maneira segura para estudantes, familiares e trabalhadores (as) da Educação.

Com informações PMC/Seduc/FernandoDutra Foto: PMC