Anúncios

Polícia não divulgou nome do lava-jato envolvido, mas informou que não é a primeira vez que o suspeito é envolvido neste tipo de ilícito.

De acordo com os militares, as informações ainda carecem de investigação por parte da Polícia Judiciária, mas dão conta que os envolvidos são proprietários de um lava-jato em Contagem e que o local era utilizado para clonagem das chaves de veículos de clientes, para posteriormente furtá-los. Durante a abordagem foi localizada, inclusive, uma chave clonada pertencente a um cliente do lava-jato, o qual se mostrou surpreso ao ver que a chave, não só abria como também dava partida ao seu veículo.

A descoberta começou com a abordagem de um suspeito no bairro Lindeia, em Belo Horizonte. Policiais militares do 41º BPM procederam do indivíduo de 30 anos, já conhecido por envolvimento no cometimento de vários crimes, em atitude suspeita. Durante a abordagem, ele prestou informações contraditórias o que motivou as guarnições PM a aprofundarem nas averiguações. Diligências levaram os militares a um endereço no bairro Tirol.

Os ocupantes do imóvel ao perceberem a presença policial, efetuaram disparos de arma de fogo e empreenderam em fuga. Foi acionado o Plano de Cerco e Bloqueio, inclusive com o apoio da aeronave, que culminou na prisão de quatro homens e uma mulher. 

No interior da residência foram apreendidos sete aparelhos de celulares, munições de arma de fogo, equipamentos de filmagem, bloqueador de sinal de rastreador, módulos eletrônicos, cinco chaves de ignição e controles-remotos, máquina de cartão de crédito, microcomputador, centralinas veiculares, ferramentas variadas, R$900,00 em dinheiro, $1.360 dólares, comprovantes de depósitos bancários, um veículo Ford Ranger com a placa clonada, três jogos de placas e dois CRLV, os quais constam queixa de furto dos veículos. 

A ocorrência foi encerrada na Delegacia Estadual do Plantão Digital e as investigações sobre o caso prosseguem com a Polícia Civil.