#ColunaReclame Buraco em rua no Bairro Água Branca colocava motoristas em risco. Colocava, não coloca mais. Problema resolvido

Moradores da região do bairro Água Branca reclamavam de um buraco na Rua Vicente Lopes da Rocha, no trecho que dá acesso ao túnel de ligação com o bairro Colorado e Laguna. A reportagem do Coluna1 foi até o local, entrou em contato com a prefeitura e o problema foi resolvido.

Veja as imagens do antes e depois:

Antes

Depois

O buraco estava no meio da pista, logo após a curva. Era um buraco fundo que poderia provocar danos a veículos e acidentes com motociclistas.

O contato do Coluna1 com a prefeitura de Contagem foi realizado no dia 23 de setembro. Já no dia seguinte a prefeitura encaminhou uma equipe ao local e realizou uma operação tapa-buraco em toda extensão da rua.

Se no seu bairro tem um buraco fazendo aniversário, uma praça precisando de atenção, um esgoto vazando ou qualquer coisa que precise de atenção do poder público para resolver o problema da população, entre em contato com o Coluna1.

#ColunaReclame Moradores denunciaram abandono e pediram limpeza do córrego do Lempp

Moradores entraram em contato com o Coluna1 pedindo apoio para realização de capina e limpeza no córrego do Lempp, região do bairro Inconfidentes. Prefeitura atendeu, pelo menos em parte.

O Coluna1 foi até o local e constatou a situação de abandono do local. Além do mato alto, que já invadia as residências vizinhas, havia muito lixo no local utilizado para travessia de pedestres. Erosões provocadas pelas chuvas nas margens do córrego também era um problema. Vejas as imagens de antes:

Na rua Matilde Neves Martins, parte do asfalto já caiu e muros das construções vizinhas estão ameaçadas de cederem. Moradores do local se mostraram revoltados com a situação.

Nesta semana a prefeitura respondeu ao Coluna1 e mostrou que a limpeza do local já foi iniciada e intervenções devem ser feitas para resolver os problemas mais urgentes.

O conjunto Lempp fica no encontro das avenidas Vila Rica e Coronel Jove Soares, próximo ao Poliesportivo do Riacho. No local estão previstas intervenções viárias do projeto SIM de mobilidade e a construção de uma trincheira, chamada até o momento de “Túnel Avenida Vila Rica”.

A reportagem perguntou à prefeitura se esta intervenção está nos planos da administração municipal e quando será realizada. Mas em relação a este ponto ainda não recebemos posicionamentos. Continuaremos cobrando e aguardando posicionamentos do governo municipal.

E aí no seu bairro? Tem algum ponto precisando de socorro? Uma praça abandonada? Um buraco fazendo aniversário? Manda para nós no email contato@coluna1.com.br ou passa um whatsapp no número (31)98961-2399. Nós vamos correr atrás das respostas!

Copasa e Prefeitura iniciam obra para acabar com vazamento de esgoto na Praça da Vilma, na Cidade Industrial

Comerciantes da Praça Louis Ensch, mais conhecida como Praça da Vilma, na Cidade Industrial, entraram em contato com a #ColunaReclame dizendo que estavam sendo punidos por um problema na rede pública de esgoto que atravessa a praça.

A rede de esgoto estava vazando o tempo todo, provocando sujeira e mau cheiro no local. O Coluna1 fez contato com a Copasa e com a prefeitura pedindo esclarecimentos e soluções para o caso. Os comerciantes entraram em contato com a prefeitura e a Copasa, mas nenhuma ação foi tomada. Eles então resolveram entrar em contato com o Coluna1.

Nós fomos até o local, conferir a situação, e encaminhamos a demanda para a Prefeitura e para a Copasa. Hoje, uma semana após este contato, as obras no local já começaram. A prefeitura e a Copasa agiram para uma solução rápida aos comerciantes e frequentadores da praça. A população agradece.

A rede com problemas é antiga e recebe todo resíduo dos traillers e do banheiro público que ficam na praça. A rede entupiu e começou a retornar na caixa de captação de um dos estabelecimentos, que fica no final da rede.

Esse estabelecimento foi notificado e recebeu multa por causa de intervenções feitas para tentar solucionar a questão. O problema, dizem os comerciantes, se tornava ainda mais grave porque o vazamento fica em frente a uma das portarias da empresa Vilma e essa indústria, assim como vários dos traillers da praça, trabalham com a produção e venda de alimentos. O esgoto vazando poderia ser um risco sanitário e, por isso, exigiu ações rápidas.

A prefeitura notificou a Copasa e as duas instituições organizaram as intervenções para solucionar o caso.

E você? No seu bairro ou na sua rua, tem algum buraco, um esgoto vazando, uma praça abandonada que precise de soluções? Mande para o #ColunaReclame! A gente vai correr atrás das respostas e tentar uma solução!

Calçadas abandonadas, com degraus altos, buracos ou rampas atrapalham a vida de quem tem dificuldades de locomoção

Anúncios

Ir na padaria ou chegar ao ponto de ônibus é uma aventura perigosa para a dona Ângela Maria, moradora do bairro Inconfidentes. Ela utiliza bengala e tem dificuldades de locomoção. Dificuldades que se tornam ainda maiores por causa das calçadas e passeios próximos de sua casa, que estão abandonados ou foram mal construídos, desrespeitando as regras municipais.

Essa situação não é um problema exclusivo de Ângela ou do bairro Inconfidentes; calçadas mal feitas, com buracos e obstáculos, mato ou lixo, se espalham por toda a cidade e tornam a rotina uma aventura cotidiana para quem enfrenta dificuldades de locomoção.

Segundo Ângela, várias reclamações e pedidos de ajuda já foram feitos para a prefeitura, em diferentes governos, e ela nunca foi atendida. Ela diz que não sabe mais a quem recorrer. “Eu não consigo andar no passeio; eu tenho que vir no meio da rua para conseguir andar. Tem muito lixo, muito lodo na calçada, do lado de lá tem os degraus, é impossíveis andar por aqui”, disse.

Na esquina da rua da República, onde Ângela mora, a situação é agravada por uma árvore que precisa de manutenção. Seus galhos cresceram e tamparam a sinalização. No local já ocorreram atropelamento e mortes e isso preocupa ainda mais. “Já morreu gente aí, atropelada, tem uma placa de “pare”, mas ela está coberta, ninguém vê. E os moradores entram aqui voando! Muito perigoso”, desabafa.

Procurada, a prefeitura informou que as calçadas são responsabilidade dos proprietários das casas e que existe legislação municipal para regularizar a forma como os passeios podem ser construídos.

“Conforme a lei 190/14 do código de posturas municipais, cabe ao proprietário do imóvel fazer a construção e manter em perfeito estado de conservação do passeio. A denúncia para casos de calçadas irregulares ou inconformidades com o código de posturas pode ser encaminhada para a Administração Regional mais próxima”, orientou a prefeitura.

A prefeitura ainda informou que o proprietário é notificado para realizar as reparações necessárias e, se não fizer pode ser multado em até R$570,30 para cada quinze metros de calçadas.

No caso da Senhora Ângela e do bairro Inconfidentes, a prefeitura não esclareceu se houve algum pedido registrado. O Coluna1 apresentou as solicitações da moradora para a prefeitura e aguarda posicionamentos.

E no seu bairro? Há algum problema? Um buraco que não fecha? Um esgoto vazando? O ônibus que não funciona? Manda para o #ColunaReclame no whatsapp (31)98961-2399! A gente corre atrás das respostas!

#ColunaReclame Prefeitura atende pedido da população e tampa buraco na Avenida Juscelino Kubitschek, no industrial

Anúncios

Moradores reclamaram de um buraco na Avenida Juscelino Kubitschek, no bairro industrial. As chuvas intensas de fevereiro aumentaram o buraco e o problema. Eles mandaram para a #ColunaReclame e nós encaminhamos para a prefeitura.

Em resposta a prefeitura agendou o reparo da via para terça-feira, dia 23. Nós voltamos ao local nesta quarta-feira e constatamos: a prefeitura cumpriu a promessa. O buraco foi tampado.

O buraco estava localizado junto ao quebra-molas e era um risco para os motoristas, especialmente para os motociclistas. Nós fomos até o local antes para filmar a situação.

A prefeitura está atenta para atender as demandas da população e o Coluna1 também!

E você tem um problema? Um buraco? Uma praça mal cuidada? Manda para nós, no #ColunaReclame. A gente vai procurar os responsáveis e buscar uma solução!

ANTES
DEPOIS

#ColunaReclame. Moradores reclamam de capina, iluminação e asfalto da Via Vereador José Montarroyos, no acesso ao Tupã

Anúncios

Moradores reclamaram de problemas na Via vereador José Veridiano Montarroyois, que dá acesso ao bairro Tupã.

Eles disseram que a via não tem acostamento e o mato alto toma conta da beira da pista, sem deixar lugar para pedestre e oferecendo perigo a todos que utilizam a via. Eles ainda reclamaram da falta de iluminação na via e disseram que o asfalto da pista tem problemas e está cedendo em alguns pontos.

O Coluna1 entrou em contato com a prefeitura perguntando se existe previsão para capina da via e instalação de iluminação. Também questionamos se há previsão de alguma ação de manutenção e tapa-buracos no local.

A prefeitura informou que a capina no local já está programada para o mês de março, no início do período de estiagem.

Quanto a instalação de acostamento, a administração municipal informou que não há previsão para esta intervenção no local.

Sobre a iluminação da via, a prefeitura disse que o projeto de iluminação no local será elaborado. No entanto, a maior dificuldade para implantação encontra-se nos trâmites internos da Concessionária de Energia Elétrica de Minas Gerais (Cemig). Normalmente, esses prazos, entre submissão do projeto, aprovação, autorização para execução e liberação para ligar na rede da concessionária ultrapassam os 100 (cem) dias.

O Coluna1 continuará acompanhando a situação. Tem problemas no seu bairro? Dúvidas ou críticas sobre algum serviço? encaminha pra gente e nós vamos lá conferir!

Anúncios

#ColunaReclame: Usuários reclamam de atrasos e qualidade dos ônibus da linha 7130/Riacho

Moradores reclamaram da qualidade dos ônibus da linha 7130, que faz o trajeto Riacho-Belo Horizonte. Segundo eles a qualidade dos ônibus é ruim e, muitas vezes, os veículos não saem no horário por causa de problemas mecânicos.

Na segunda-feira, dia 1º, a moradora do bairro Riacho, Silvania Martins, relatou problemas provocados por falta de ônibus no período da manhã, quando há maior concentração de passageiros.

Segundo relato dela, “como de costume, não teve o ônibus no horário de 6:00h da manhã, o ônibus de 6:30h fez a viagem com os passageiros dos dois horários; passagem cara desse jeito, ônibus estragados. Se não é pra ter aglomeração, como essa empresa faz isso? Falta de respeito com os passageiros e com o próprio motorista; fica gente na frente, aglomerados em cima do motorista, tá uma vergonha”, disse.

O Coluna1 encaminhou a reclamação para o DER, que é o órgão responsável pela fiscalização do transporte intermunicipal.

O DER informou que a “fiscalização do DER-MG vai notificar a empresa sobre a ocorrência e solicitar que o problema seja corrigido imediatamente”.

O DER ainda solicitou aos usuários que, em casos como este, sejam informados detalhes como número do veículo, placa, linha e horário. O atendimento ao usuário do DER-MG é feito por meio dos seguintes canais de atendimento: site www.der.mg.gov.br (Fale Conosco); aplicativo MG app (selecionar Rodovias e Transportes) e e-mail atendimento@der.mg.gov.br

foto: AdãoRaimundoMarcelino/ÔnibusBrasil