Cemitérios de Contagem terão visitação normal no dia de finados. Veja o que funciona na cidade no feriado

Anúncios

A Prefeitura de Contagem vai abrir os cemitérios públicos municipais para a visitação no Dia de Finados (2/10). Os cemitérios municipais vão funcionar em horário normal, das 8h às 17h, seguindo as orientações de segurança sanitária definidas no protocolo geral do Plano Municipal de Enfrentamento à Covid-19. Todos devem respeitar a distância de um metro quadrado por pessoa e o uso de máscara é obrigatório. Para higienização das mãos, serão disponibilizados álcool e sabonete nos banheiros. 

 Segundo o superintendente de Gestão Administrativa da Secretaria de Administração da Prefeitura, Antônio Nascimento Servulo, será feito o controle da entrada nos cemitérios. “Para entrar no cemitério será necessário medir a temperatura, estar de máscara e manter a distância de um metro quadrado por pessoa. Com esses controles, vamos permitir que os moradores de Contagem façam a visitação com segurança”, informou. 

 Para evitar aglomeração não serão celebrados cultos religiosos nos cemitérios municipais. O superintendente ressalta que “a população de Contagem está sendo bem colaborativa neste período de pandemia e com certeza vai seguir as orientações”.

Confira o que abre e fecha na cidade neste feriado

Bancos estão fechados. O comércio, inclusive os shoppings, pode funcionar normalmente em Contagem e RMBH.

Os órgãos da administração pública municipal de Contagem estarão fechados na segunda-feira (1°/11) e terça-feira (2/11). O dia 1º/11 será ponto facultativo, alusivo ao Dia do Servidor Público, comemorado em 28/10. Já o dia 2/11 é feriado nacional, em decorrência do Dia de Finados.  

Somente os serviços essenciais prestados pela gestão municipal funcionarão normalmente.

Confira a lista abaixo:

Anúncios

SAÚDE

– Unidades de Pronto-Atendimento – UPA: funcionamento normal (24 horas por dia);

– Hospital Municipal de Contagem – HMC: funcionamento normal (24 horas por dia);

– Centro Materno Infantil – CMI: funcionamento normal (24 horas por dia);

– Salas de vacinação: Fechadas. O atendimento volta na quarta-feira (3/11), das 8h às 16h;

– Unidades Básicas de Saúde – UBS: Fechadas. O atendimento volta na quarta-feira (3/11), das 8h às 17h;

– Centros de Consultas Especializadas: Fechados. O atendimento volta na quarta-feira (3/11), das 7h às 19h;

– Samu – Funciona normalmente.

TRANSPORTE PÚBLICO

– Segunda (1º/11) – Todas as linhas com quadro de horários de DIA ATÍPICO

– Terça (2/11)- Todas as linhas com quadro de horários de DOMINGO, COM EXCEÇÃO DA LINHA 001C (que terá quadro de horários e itinerários especial, pois atende o cemitério Parque Renascer). Acesse o quadro de horários, aqui,  ou o aplicativo do SigaBus para mais informações.

LIMPEZA URBANA

– Remoção manual: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Remoção mecanizada: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Limpeza de fossa: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Empresas particulares: funcionamento normal na segunda (1º/11). Sem funcionamento na terça-feira (2/11);

– Capina: funcionamento normal na segunda (1º/11). Sem funcionamento na terça-feira (2/11);

– Varrição: funcionamento normal na segunda (1º/11). Sem funcionamento na terça-feira (2/11);

– Aterro sanitário: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Ecopontos: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Coleta convencional: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Galpão de pneus: funcionamento normal na segunda (1º/11). Sem funcionamento na terça-feira (2/11);

– Vilas e favelas: funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Viasolo (acesso à balança): funcionamento normal na segunda (1º/11) e terça-feira (2/11);

– Escritório  Superintendência de Limpeza Urbana – SLU: Não funciona nem segunda (1º/11) nem terça-feira (2/11);

ASSISTÊNCIA SOCIAL

– Casa de Passagem: funcionamento normal (24 horas por dia);

– Abrigo Bela Vista: funcionamento normal (24 horas por dia);

– Restaurantes populares: fechados. O atendimento volta na quarta-feira (13/10).

SERVIÇO FUNERÁRIO

– Funcionamento normal (24 horas por dia).

PROCON

– Fechado. O atendimento volta na quarta-feira (3/11).

Quase tudo liberado! Contagem mudou as regras e retirou restrições de horários e dias de funcionamento comercial

A prefeitura de Contagem editou um novo decreto e retomou a permissão de funcionamento para quase todas as atividades.

Com a nova regra, as únicas atividades totalmente proibidas são as voltadas ao setor artístico e cultural, como as aulas presenciais em escolas, cinema, teatro, feiras, casa de shows, eventos de qualquer tipo, clubes e boates.

Na divulgação das mudanças promovidas pelo decreto 125, A prefeita Marília Campos ressaltou a importância dos protocolos sanitários de contenção da Covid-19 e cobrou responsabilidade da população.

“Precisamos dividir responsabilidades e cobrar do outro a atitude de cuidar. Vivemos uma situação de completa exaustão em relação às restrições e ao fechamento da atividade econômica. Neste momento, é preciso dar fôlego para a economia, mas com total responsabilidade. Minha proposta é soltar mais um pouco as rédeas, mantendo a restrição de funcionamento e desenvolvendo o senso de responsabilidade das pessoas. Se não continuar tomando os cuidados, vamos ter que fechar de novo”, afirma Marília.

Veja o que muda com o novo decreto:

O comércio varejista em geral passa a funcionar de 9h às 18h, sem restrição de dia;

Bares e restaurantes passam a funcionar das 7h às 20h, sem restrição de dia;

Shopping centers funcionam de 10h às 20h, sem restrição de dia;

Supermercados, mercados e açougues de 7h às 20h, sem restrição de dia;

Mercado Central de Contagem funciona das 7h às 19h;

Padarias, lanchonetes e trailers funcionam de 5h às 20h;

Estabelecimentos e equipamentos para práticas esportivas (quadras esportivas): podem funcionar de segunda à sexta, de 18h às 23h; e sábado e domingo, de 8h às 20h. A presença de público está proibida;

Casas de festas voltam a funcionar com eventos com duração máxima de 5 horas, até às 23h.

Ficam suspensos, por tempo indeterminado, eventos com venda de ingressos.

Veja o detalhamento de cada setor

As feiras livres permanentes, dos bairros Eldorado, Amazonas e Nova Contagem, e as feiras do Programa Economia Solidária poderão funcionar, excepcionalmente, no sábado, dia 8 de maio de 2021, das 7h às 15h. (apenas no sábado anterior ao dia das mães)

Todas as ações serão acompanhadas pelo Comitê de Combate à Covid-19 e estarão condicionadas aos dados epidemiológicos da cidade. Confira abaixo o que pode e não pode funcionar em Contagem e os horários:

Comércio varejista em geral: O funcionamento é permitido de 9h às 18h.

Comércio atacadista: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Supermercados, hipermercados, mercearias, minimercados e armazéns: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Bares, restaurantes e estabelecimentos congêneres: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Shopping Centers: Funcionam de 10h às 20h.

Galerias de lojas, Centros de Comércio e shoppings populares: O funcionamento é permitido de 9h às 18h, sem restrição de dia.

Padarias e lanchonetes: Funcionam de 5h às 20h

Academias, centros de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico: O funcionamento é permitido de 6h às 22h

Aulas práticas de direção (Autoescolas): Funcionam de 7h às 19h.

Frigoríficos, salsicharias e abatedouros: Sem restrição de dia e de horário

Artigos farmacêuticos e artigos farmacêuticos com manipulação de fórmula: Sem restrição de dia e de horário

Comércio de medicamentos, artigos e alimentos para animais: Sem restrição de dia e de horário

Serviços de saúde (laboratórios, clínicas médicas e odontológicas, consultórios, clínicas de fisioterapias, clínicas de psicologia e congêneres), exceto clínicas de estética: De 5h às 20h, sem restrição de dia. O atendimento deve ser individual e previamente agendado.

Casas de festas: Eventos com duração máxima de 5 (cinco) horas, até às 23h.

Hotéis, apart-hotéis, pousadas, pensões, motéis, albergues e outros alojamentos similares: Sem restrição de dia e de horário.

Serviços de reforma, de demolição e de construção em geral: De 7h às 20h, sem restrição de dia.

Borracharias e serviços de reboques: Sem restrição de dia e horário

Combustíveis para veículos automotores: Sem restrição de dia e horário

Comércio varejista de gás liquefeito de petróleo (GLP): Sem restrição de dia e horário

Transportadoras de cargas: Sem restrição de dia e de horário

Centros de distribuição: Sem restrição de dia e de horário

Serviços e atividades acessórias necessárias para o comércio atacadista e centros de distribuição: Sem restrição de dia e de horário

Atividades industriais: Sem restrição de dia e de horário

Serviços e atividades acessórias necessários para atividades industriais: Sem restrição de dia e de horário

Serviços de limpeza, manutenção e zeladoria: Sem restrição de dia e de horário

Call Center: Sem restrição de dia e de horário

Serviços emergenciais ou sem atendimento presencial ao público: Sem restrição de dia e de horário

Serviços de uso coletivo, exceto os especificados no art. 2º do decreto 102/21: Sem restrição de dia e de horário

Igrejas e templos religiosos: De 7h às 20h, sem restrição de dia e de horário

Serviços de alimentação, apenas para entrega em domicílio e retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento: Sem restrição de dia e de horário

Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, apart-hotéis, pousadas, pensões, motéis, albergues e outros alojamentos similares, para atendimento exclusivo aos hóspedes: Sem restrição de dia e de horário

Estabelecimentos que possuam estacionamento internalizado poderão fazer retirada no formato drive-thru: Sem restrição de dia e de horário

Ceasaminas: Observar protocolo específico para o local.

Serviços funerários: Sem restrição de dia e de horário.

Clínicas de Estética, Salões de Beleza e Barbearias: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Comércio varejista de laticínios e frios: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Açougues e peixarias: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Hortifrutigranjeiros: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Comércio varejista de artigos de óptica: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Artigos médicos e ortopédicos: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Material elétrico e hidráulico, vidros e ferragens: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Madeireira: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Oficinas de veículos automotores: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Peças e acessórios para veículos automotores: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Locação de veículos: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Estacionamentos: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Serviços regulares com atendimento presencial ao público: O funcionamento é permitido de 7h às 18h.

Agências bancárias: de 7h às 20h.

Instituições de crédito, seguro, capitalização, comércio e administração de valores imobiliários: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Casas lotéricas: O funcionamento é permitido de 7h às 20h..

Agência de correio e telégrafo: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Banca de jornais e revistas: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Estabelecimentos e instituições de interesse coletivo com atendimento presencial ao público: O funcionamento é permitido de 7h às 20h.

Proibidos

Atividades educacionais presenciais em todos os níveis de ensino, com exceção de estágios e residências na área de saúde, bem como as aulas práticas e laboratoriais presenciais, de cursos técnicos e de nível superior nas áreas de saúde e engenharias;

Casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;

Eventos com venda de ingressos;

Boates, danceterias, salões de dança;

Cinemas, teatros, museus, centros culturais, casa de cultura, bibliotecas públicas e privadas;

Clubes de serviço e de lazer;

Circos, parques de diversão e parques temáticos;

Feiras, exposições, congressos e seminários;

Eventos esportivos, culturais e de lazer, de qualquer natureza, em propriedades particulares e espaços públicos;

Eventos particulares, de qualquer natureza, inclusive em residências e condomínios habitacionais;

Festas, comemorações, exposições, exibições e eventos, que reúnam pessoas em veículos automotores estacionados, em drive-in ou em qualquer local, público ou privado;

A utilização integral de toda a região da orla da Lagoa Vargem das Flores, inclusive a prática de esportes náuticos, salvo o acesso de embarcações oficiais.

Feiras poderão reabrir neste sábado. A abertura quer possibilitar as vendas para o dia das mães

Anúncios

A prefeitura de Contagem informou que irá permitir a realização de uma “feira extra” para o dia das mães, no próximo sábado. Com isso as feiras do Eldorado e do bairro Amazonas poderão funcionar e realizar vendas para o dia das mães.

Haverá fiscalização intensificada e protocolos rígidos de segurança sanitária, obedecendo distanciamento social, uso de máscaras e evitando aglomerações. As feiras voltam a fechar no domingo (9/5).

A Feira do bairro Amazonas, que tradicionalmente é realizada aos domingos, passará para o sábado (8/5).

Também será permitida a abertura do comércio não-essencial como bares, restaurantes, shoppings e comércio não ligado ao gênero alimentício ou de medicamentos no domingo (9/5), também seguindo protocolos sanitários e com controle de entrada do público. Os setores voltam às regras de fechamento aos domingos após o Dia das Mães.

Segundo a prefeita Marília Campos, por enquanto não é possível permitir o funcionamento regular das feiras, pois esses são espaços que promovem muita aglomeração, mas que tem muita dificuldade de fiscalização.

PADARIAS E SUPERMERCADOS VOLTAM A FUNCIONAR NOS DOMINGOS NORMALMENTE. CLIQUE E VEJA

Todas as medidas serão acompanhadas pelo Comitê e estarão condicionadas aos dados epidemiológicos da cidade. Além disso, a Prefeitura de Contagem tem dialogado com outros setores para ampliar a flexibilização, seguindo protocolos específicos que estão em construção a partir do diálogo.

A prefeita Marília Campos ressaltou a importância das medidas de contenção da Covid e cobrou da população a responsabilidade neste momento para que a cidade não precise retomar medidas mais rígidas.

Padarias, supermercados e açougues poderão abrir aos domingos. Prefeitura diminuiu restrições

Anúncios

No próximo domingo, dia das mães, a prefeitura irá liberar o funcionamento regular de padarias, supermercados e restaurantes. A única limitação será o horário limite com fechamento obrigatório às 20h.

A informação foi passada pela prefeita Marília Campos e pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico Renê Vilela.

Eles informaram que nesta noite, de 03 de maio, a prefeitura fará uma reunião com representantes das padarias para acertar as normas e condutas de segurança que precisam ser adotadas neste estabelecimento.

A prefeita Marília Campos relembrou que, “o fechamento da cidade é, muitas vezes uma imposição da realidade; mas nós estamos ouvindo a todos”.

O Secretário lembrou que Contagem conseguiu gerar empregos neste ano e que tem muitos projetos econômicos em desenvolvimento na cidade. Ele destacou também o reaquecimento econômico com a retomada de obras que estavam paradas, como a do viaduto do Beatriz e disse que Contagem tem retomado a confiança para o investimento dos empresários.

Durante o anúncio, a prefeita destacou a importância de que os comerciantes mantenham o respeito as regras e cobrem que seus colegas também respeitem para que, assim, evitem novos fechamentos.

“Precisamos dividir responsabilidades e cobrar do outro a atitude de cuidar. Vivemos uma situação de completa exaustão em relação às restrições e ao fechamento da atividade econômica. Neste momento, é preciso dar fôlego para a economia, mas com total responsabilidade. Minha proposta é soltar mais um pouco as rédeas, mantendo a restrição de funcionamento às 20h, desenvolvendo a responsabilidade das pessoas. Se não continuar tomando os cuidados, vamos ter que fechar de novo”, afirma Marília.

VEJA TAMBÉM: CONTAGEM TERÁ FEIRA EXTRA DO DIA DAS MÃES. SERÁ NO SÁBADO, NO ELDORADO E NAS REGIONAIS

CLIQUE E VEJA

Contagem consegue gerar 1.268 postos de trabalho em março, mesmo com Onda Roxa

com informações de José Prata e Agência Brasil
Anúncios

O governo federal divulgou nesta quarta feira a geração de empregos de carteira assinada em março no Brasil. Contagem gerou 1.268 empregos. A boa notícia ficou por conta do comércio, que conseguiu bom resultado mesmo com o fechamento imposto pela pandemia.

Em Contagem, 562 empregos foram criados na indústria; 332 no setor de serviços; 114 na construção civil; e 260 no comércio, que teve uma expansão dos empregos mesmo com muitos fechamentos com a “onda roxa”. Esse resultado serve como refresco e indica que foi possível diminuir a quantidade de mortes provocadas pela pandemia sem perder empregos.

Com esse resultado Contagem acumula, no primeiro trimestre deste ano, 3.596 empregos, com liderança também da indústria (1.172 empregos), serviços (843 empregos), construção civil (836 empregos) e comércio (744 empregos). Esse consolidado também é importante, pois mostra uma recuperação industrial, setor que tem enfrentado dificuldades nos últimos anos.

A Prefeitura também foi protagonista deste crescimento econômico. No governo atual foram retomados grandes investimentos e obras em diversas regiões de nossa cidade.

Contagem fez uma grande arrumação das finanças nos dois primeiros mandatos de Marília Campos, de 2005 a 2012, equilíbrio fiscal que foi mantido nos governos seguintes, deixando nossa cidade numa situação favorável: receitas expressivas, despesas sob controle, dívida baixa em relação ao que prevê a Lei Fiscal e boa capacidade de investimento.

Em 2020, o saldo de empregos em Contagem ficou em 4977, entre janeiro e dezembro. Neste ano de 2021, os três meses tiveram resultados positivos e acumulam no 1º trimestre um saldo de 3.596 empregos gerados.

Anúncios

EMPREGOS NO BRASIL

O Brasil gerou 184.140 postos de trabalho em março deste ano, resultado de 1.608.007 admissões e de 1.423.867 desligamentos de empregos com carteira assinada. Os dados são do Ministério da Economia, que divulgou hoje (28) as Estatísticas Mensais do Emprego Formal, o Novo Caged.

O estoque de empregos formais no país, que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, chegou a 40.200.042, em março, o que representa uma variação de 1,46% em relação ao mês anterior.

No acumulado de 2021, foi registrado saldo de 837.074 empregos, decorrente de 4.940.568 admissões e de 4.103.494 desligamentos até março.

Veja o que abre e fecha em Contagem durante esse 21 de abril, um feriadão no meio da semana

Nesta quarta-feira tem mutirão de vacinação para pessoas com 63 e 64 anos. Os locais de vacinação funcionarão de 8h às 15h, veja a lista no site da prefeitura.

Os ônibus irão circular com horário de sábado.

As UPAs 24h continuarão abertas, assim como o hospital municipal e a maternidade.

Os postos de saúde, centros de consultas e UBS estarão fechados.

O comércio, incluindo bancos, não poderá abrir. O restaurante popular também estará fechado.

A guarda-municipal e a defesa civil funcionam normalmente. A coleta de lixo também funciona normalmente.

Veja a lista de funcionamento dos serviços públicos, conforme divulgado pela prefeitura:

Saúde

– Salas de vacinação: dia de mutirão para idosos de 63 e 64 anos. Funcionamento das salas de 8h às 15h. Veja os locais AQUI.

– Unidades de Pronto-Atendimento (UPA): funcionam 24 horas

– Hospital Municipal de Contagem (HMC): funciona por 24 horas

– Centro Materno Infantil (CMI): funciona 24 horas;

– Unidades Básicas de Saúde (UBS): fechadas

– Centros de Consultas Especializadas: fechados

Limpeza urbana

– Aterro sanitário: funciona normalmente

– Coleta de lixo domiciliar: funciona normalmente

– Limpeza de fossas: funciona normalmente

– Acesso à balança (Viasolo): funciona normalmente

– Ecopontos: não funcionam

– Varrição: não funciona

– Capina: não funciona

– Galpão de pneus: não funciona

– Remoção manual: não funciona

– Remoção mecanizada: não funciona

– Empresas particulares: não funcionam

Defesa Civil

– Defesa Civil: funcionamento 24 horas. Para solicitar os serviços, ligue 199

– Guarda Civil Municipal: funciona 24h. Para solicitar os serviços ligue 153

– Patrulha do Pacto pela Vida: segue com a rotina de fiscalização normalmente

Restaurantes Populares

– Fechados. Retornam na quinta-feira (22/4)

Serviço funerário

– Funcionará normalmente 24h

Assistência Social

– Casa de Passagem: abre normalmente

– Abrigo Bela Vista: abre normalmente

Transporte público

– Quadro de horários de sábado

O serviço de transporte público seguirá os protocolos de segurança contra a Covid-19.

* Para a operação do dia 21/4, o cronograma das viagens será o mesmo de domingo. Confira os horários no app SigaBus ou no site da Transcon.

Medidas de restrição

Vale ressaltar que o feriado não afeta as medidas de restrições adotadas na cidade, que continuam valendo.

Contagem segue as determinações do Decreto 102/2021, com os segmentos tendo que respeitar protocolos sanitários para evitar a disseminação do coronavírus.

A vigilância está a cargo da PMMG (Polícia Militar de Minas Gerais), com apoio da Guarda Civil Municipal e a fiscalização do município.

O Pacto pela Vida continua, por isso, use máscaras, evite aglomerações, higienize as mãos com frequência, mantenha o distanciamento social e só saia de casa quando necessário. Contagem precisa de você para vencer esta luta pela vida.

Marília diz que conversou com Kalil e que as duas prefeituras estão afinadas; academias devem reabrir em Contagem

A prefeita de Contagem, Marília Campos, lamentou a forma como foi feita a reabertura do comércio pelo governo estadual, que reduziu as restrições na região antes de construir uma estratégia comum com todos os municípios.

“A Onda Roxa foi decretada pelo governo do Estado para quase todas as regiões do Estado e aqui em Contagem nós acatamos essa determinação. Na sexta-feira o governo do Estado anunciou o fim da Onda Roxa e o que eu achei muitíssimo complicado é que a gente estava [construindo] uma articulação estadual, inclusive regional, e as normatizações para o funcionamento comercial era semelhante nas cidades – em Contagem, Betim e Belo Horizonte – e com o fim da Onda Roxa [virou] um cada um por si, cada um começou a articular qual seria a sua postura, o seu posicionamento em função do término da Onda Roxa”, lamentou a prefeita.

Marília já disse e repetiu na live que o Governo de Contagem defende ações regionais e uma construção coletiva para determinar as regras de funcionamento nas cidades da região metropolitana e do Estado. “Restringir o funcionamento comercial não é uma escolha, é uma imposição”, disse a prefeita.

De acordo com ela as restrições de funcionamento comercial evitou o colapso do setor hospitalar da cidade, apesar de ainda estarmos em uma situação grave. E que, com diálogo, a prefeitura pretende ir retornando todas as atividades gradativamente.

Segundo Marília Campos, o prefeito de Belo Horizonte ligou para ela hoje, antes da entrevista coletiva na qual Belo Horizonte anunciou a reabertura de suas atividades e determinou data para volta às aulas. Segundo a prefeita, Contagem e Belo Horizonte estão dialogando bem e tem visões semelhantes na forma como tratar a pandemia localmente.

As duas cidades estão afinadas, o comércio deve abrir em horários e restrições semelhantes; as duas cidades também optaram por fechamento comercial no domingo e isso deve evitar a migração de pessoas de uma cidade para outra para aproveitar horários de funcionamento diferenciados em cada cidade.

ACADEMIAS

Segundo Marília Campos, as academias da cidade devem reabrir,

A prefeita informou que o setor já foi comunicado e estabelecidas as regras e protocolos necessários e que os estabelecimentos poderão reabrir.

Mesmo com índices no vermelho, Contagem reabre todo o comércio neste sábado, mas com regras

Contagem reabrirá o comércio da cidade neste sábado, dia 17/04. Para a maior parte das atividades, a prefeitura determinou apenas alguns limites de horário. Contudo, atividades que promovem maior aglomeração, como escolas, permanecem fechadas.

A decisão de reabertura segue a mudança determinada pelo governo estadual, que retirou a região metropolitana da Onda Roxa e colocou as cidades em Onda Vermelha, que é menos restritiva.

A decisão chega em um momento em que os indicadores da cidade ainda estão no vermelho. No boletim desta sexta-feira, Contagem tinha 90% das UTIs e 87% das enfermarias ocupadas. A velocidade de transmissão não foi divulgado no boletim de hoje, mas até ontem o índice estava em 1,12, nível amarelo, que indica que a o número de contaminados ainda está aumentando.

Com as novas regras, bares, restaurantes, shoppings e o comércio de rua poderão abrir normalmente, de segunda à sábado, apenas com restrições de horário.

O comércio varejista de rua pode funcionar de 9h às 18h. Shoppings, bares, restaurantes, salões de beleza e outros estabelecimentos podem funcionar até às 20h. Nos domingos todos os estabelecimentos devem permanecer fechados.

Igrejas poderão abrir, até às 20h, com taxa de ocupação de 30%, álcool, máscaras e distanciamento.

Se seguir a regra do governo estadual, escolas permanecem fechadas.

O funcionamento das atividades econômicas foi discutido com os segmentos durante dois dias de reuniões entre a prefeita Marília Campos, o vice Ricardo Faria, o secretariado, empresários, representantes de setores religiosos, bares e restaurantes.

“Estamos apostando em uma estratégia de compartilhamento de responsabilidades. O momento da pandemia ainda é grave, não só em Contagem. Nós seguiremos acompanhando os dados epidemiológicos e, em caso de agravamento, não vamos titubear em fechar novamente”, disse a prefeita.

De acordo com a prefeitura, Contagem reabrirá com segurança e em diálogo com os segmentos para garantir a saúde da população. Vale ressaltar que o país ainda atravessa um momento crítico da pandemia.

O decreto com o detalhamento e as mudanças das regras deve ser publicado ainda nesta sexta-feira.

CONFIRA O COMUNICADO OFICIAL DA PREFEITURA

Vereadores pediram, mas auxílio emergencial para empresas e artistas não está nos planos da prefeitura

Na reunião plenária de terça-feira, o vereador Carlin Moura apresentou requerimento solicitando que a prefeitura elaborasse um proposta de auxílio emergencial para os pequenos comerciantes, artistas, setor cultural e pequenos empreendedores atingidos pelas ações de prevenção ao contágio por Covid-19. Mas este tipo de ação não consta nos planos da prefeitura, pelo menos por enquanto.

Segundo o vereador, “não se trata de polemizar se deve ou não deve fechar. Fechar ou não fechar é uma questão técnica de saúde pública, o que nos compete enquanto gestores é fazer o socorro financeiro e econômico dessas atividades sob pena de quando voltarmos e tivermos reestabelecida a normalidade esses empreendedores estejam fora do mercado, falidos”.

Vários vereadores reforçaram o requerimento e destacaram a importância da ação, entre eles o vereador Abne Motta, que mobilizou ação para pedir reabertura do comércio, mas que na reunião desta semana concordou que é necessário manter o comércio fechado. Segundo ele, “não se debate o fechamento ou não, está perfeito, o que se quer é um auxílio para que essas pessoas possam se sustentar”.

A líder do governo na Câmara também participou do debate. Para a vereadora Moara Saboia, “o primeiro projeto que trouxemos aqui para a Câmara foi a renda básica para Contagem. Nós temos que fazer tudo o que é necessário para combater a pandemia, temos que fazer o fechamento, mas temos que garantir que todo mundo tenha uma renda mínima, tenha dignidade e condições objetivas de fechar o comércio e ficar em casa”, disse.

O Coluna1 entrou em contato com a prefeitura e questionou se existe previsão para o pagamento de algum auxílio municipal voltado ao suporte econômico dos pequenos comerciantes na cidade.

A prefeitura destacou os descontos tributários no IPTU e em taxas municipais. Também lembrou a facilitação da quitação de dívidas tributárias dos contribuintes de Contagem e reforçou que essas medidas foram criadas para auxiliar os comerciantes da cidade. Em relação a um auxílio específico para os comerciantes e empreendedores, a prefeitura não se manifestou.

De acordo com a assessoria da prefeitura, o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Renê Vilela, informou que “foram aprovados na Câmara Municipal de Contagem, dois Projetos de Leis Complementares (PLCs), de autoria do poder executivo, que preveem descontos em impostos e taxas, no exercício de 2021”. 

“Os benefícios serão concedidos por meio do Programa de Incentivo à Regularização da Dívida Tributária no Município de Contagem denominado “PRÓ-Contagem”. Segundo ele, as medidas têm o objetivo de diminuir os impactos econômicos negativos causados pela pandemia do covid-19”, complementou.

A prefeitura destacou ainda que juros e multas terão descontos e as dívidas poderão ser pagas em até 60 parcelas iguais. Os benefícios especiais também serão estendidos a Taxa de Fiscalização dos Engenhos de Publicidade (TFEP). O desconto será de 50% e as placas de até quatro metros quadrados, serão isentas da taxa.

Os contribuintes também terão condições especiais para o pagamento do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) em atraso. Mas o benefício só será concedido aos contribuintes que informarem, espontaneamente, o débito à repartição fazendária.

O Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana – IPTU residencial e comercial, terão descontos sobre o tributo de 2021 e também sobre as taxas cobradas.

Auxílio do Governo Federal

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (25) que o governo vai reeditar o programa que permite a redução de jornadas e salários ou suspensão do contrato de trabalho. O Benefício Emergencial para Preservação do Emprego e da Renda (BEm), como foi batizado o programa, vigorou até o final do ano passado e, segundo o governo, ajudou a preservar cerca de 10,2 milhões de empregos e mais de 1,5 milhão de empresas.

“O nosso conhecido BEm está em vias entrar em campo pela segunda vez, fazendo com que aproximadamente 11 milhões de pessoas não percam o seu emprego”, afirmou o presidente durante uma cerimônia, no Palácio do Planalto, para anunciar a nova linha de crédito da Caixa Econômica Federal para as Santas Casas e demais hospitais filantrópicos.

Bolsonaro também afirmou que o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) deverá atender o setor de bares e restaurantes, um dos que mais têm sido afetados pela crise. O Pronampe foi criado em maio do ano passado para auxiliar financeiramente os pequenos negócios e, ao mesmo tempo, manter empregos durante a pandemia de covid-19.

As duas medidas se somam à retomada do Auxílio Emergencial, também citada pelo presidente em seu discurso, e que dessa vez deve atender cerca de 45,6 milhões de famílias ao custo de R$ 43 bilhões. “Iniciaremos agora, no início do mês de abril, um prolongamento desse programa, com quatro parcelas que, em média, equivalem a R$ 250. Sabemos que não é muito, mas representa algo para quem realmente necessita.”

Manifestação na porta da Prefeitura pede reabertura do comércio não essencial

Aproximadamente 200 pessoas se reuniram na porta da Prefeitura para pedir a revogação do decreto que fechou o comércio na cidade.

Eles defendem que o comércio deve abrir com os protocolos criados pela prefeitura. Dizem que não são negacionistas e que reconhecem a gravidade da situação.

Eles exigiam a presença de representantes da prefeitura. Mas ninguém apareceu.

A manifestação foi organizada pelo Deputado federal Leo Motta e pelo seu filho, o vereador Abne Motta. As entidades que representam os comerciantes da cidade, CDL e ACIC, não  compareceram ao ato.

Em entrevista, o deputado disse que defende a abertura com protocolos. “É possível reabrir o comércio, mantendo os protocolos criados pela prefeitura com critérios técnicos e seguros. Não podemos penalizar os comerciantes”, disse.

Questionado sobre o risco de colapso no sistema hospitalar, ele disse não temer. Segundo ele, cabe à prefeitura “criar planos de contingência”, disse.

A maioria das pessoas estavam de máscara e os organizadores distribuíram álcool e pediam aos participantes para evitar aglomerações.

AUXÍLIO EMERGENCIAL

Na última semana foi aprovado na Câmara dos deputados, o auxílio emergencial com redução de valor.

Perguntamos ao deputado a opinião dele em relação ao tema, mas ele não quis comentar.

O auxílio proposto pelo governo federal e aprovado pelos deputados, teve o valor reduzido de R$600 para benefícios que podem variar entre R$175 e R$300 reais, aproximadamente, de acordo com a condição de cada beneficiário.