Estudo da Fiocruz mostra o óbvio: vacinação protege contra o Covid. Instituto ainda mostrou a situação da doença nas principais cidades

Anúncios

O Boletim Observatório Covid-19, divulgado hoje (7) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostra que o sucesso da vacinação na prevenção de formas graves e fatais da doença é traduzido na redução no número de casos e óbitos, e, ainda, na estagnação na taxa de ocupação de leitos de UTI para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) em patamares baixos, na maioria dos estados. Os pesquisadores da Fiocruz consideram, no entanto, que a população deve ter prudência e continuar usando máscara e mantendo as demais medidas preventivas, como higienização das mãos, distanciamento social e uso de álcool gel, para bloquear a circulação do vírus.

O Índice de Permanência Domiciliar se encontra próximo de zero desde o mês de julho. Isso significa que a intensidade de circulação de pessoas nas ruas é similar à observada no período pré-pandemia. Os pesquisadores alertam, porém, que essa ausência de distanciamento físico reúne diversas formas de aglomeração, que vão desde o transporte público até atividades de comércio e lazer. 

“Em qualquer dessas situações, há uma exposição prolongada de pessoas em espaços confinados. E isso ocorre com pouco mais de 40% da população com esquema vacinal completo”, adverte a Fiocruz.

Apesar de muitas pessoas em circulação já terem sido imunizadas, as vacinas não previnem completamente a infecção ou a transmissão do vírus, alerta o documento. Por isso, a recomendação dos especialistas é que, até que o país alcance um patamar ideal de cobertura vacinal, estimado em torno de 80%, as medidas de distanciamento físico e prevenção, bem como a adoção do passaporte vacinal, devem ser mantidas. 

Os pesquisadores defendem também que atividades que representem maior concentração e aglomeração de pessoas só sejam realizadas com comprovante de vacinação. Os cientistas que integram o Observatório Covid-19 avaliam que não é prudente, nem oportuno, “falar em prazos concretos e datados para o fim da pandemia”, mas em garantir que sejam tomadas as medidas necessárias para que esse dia possa se aproximar com maior rapidez.

Mortalidade

A mortalidade por covid-19, atualmente, gira em torno de 500 casos por dia. O boletim sinaliza queda expressiva em comparação ao pico registrado em abril, quando foram notificados mais de 3 mil óbitos diários. Mas, apesar da retração, os números ainda demonstram que a transmissão permanece, bem como a incidência de casos graves que exigem cuidados intensivos. 

Ao longo da última semana, foi registrada média de 16.500 casos confirmados e 500 óbitos diários por covid-19. De acordo com o boletim da Fiocruz, isso mostra ligeira alta do número de casos (0,4 % ao dia) e queda no número de óbitos (0,7% ao dia). A circulação de pessoas nas ruas e a positividade de testes permanecem, contudo, elevadas.

Os pesquisadores salientam que o fluxo de notificação irregular pode levar a decisões por vezes inoportunas ou baseadas em dados atrasados e incompletos. Reforçam, porém, que a tendência de estabilidade ou redução desses indicadores, apesar das oscilações apuradas nas últimas semanas epidemiológicas, demonstra que a campanha de vacinação está atingindo um dos seus principais objetivos, que é a redução do impacto da doença, com menos óbitos e casos graves, embora sem o bloqueio da transmissão do vírus. A evolução dos óbitos e da cobertura vacinal chama atenção para o fato que as curvas têm direção oposta, indica o boletim.

Leitos de UTI

O boletim informa que na maioria dos estados, de acordo com dados coletados no dia 4 de outubro, as taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 para adultos no SUS apresentam relativa estabilidade, com índices inferiores a 50%. O Espírito Santo, entretanto, se mantém na zona de alerta intermediário desde 20 de setembro e constitui a exceção mais preocupante, porque, apesar da manutenção no número de leitos, a taxa de ocupação é de 75%. O Distrito Federal, por sua vez, voltou à zona de alerta crítico, com 83%, depois de semanas promovendo a retirada de leitos covid-19.

Ainda de acordo com o boletim da Fiocruz, foram registrados pequenos aumentos nas taxas em Mato Grosso do Sul e Goiás. Esses dois estados tiveram também diminuições na quantidade de leitos abertos, o mesmo ocorrendo em Rondônia, Amazonas, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso.

Entre as capitais, o Distrito Federal (83%) está na zona de alerta crítico, segundo o boletim da Fiocruz, e quatro estão na zona de alerta intermediário: Porto Velho (65%), Vitória (73%), Rio de Janeiro (65%) e Porto Alegre (63%). Estão fora da zona de alerta 22 capitais: Rio Branco (2%), Manaus (52%), Boa Vista (45%), Belém (8%), Macapá (12%), Palmas (27%), São Luís (21%), Teresina (37%), Fortaleza (26%), Natal (25%), João Pessoa (14%), Recife (50%), Maceió (45%), Aracaju (16%), Salvador (24%), Belo Horizonte (50%), São Paulo (40%), Curitiba (57%), Florianópolis (44%), Campo Grande (31%), Cuiabá (33%) e Goiânia (42%).

Já entre as unidades da Federação, vinte e cinco aparecem fora da zona de alerta: Rondônia (34%), Acre (4%), Amazonas (27%), Roraima (45%), Pará (23%), Amapá (12%), Tocantins (33%), Maranhão (32%), Piauí (48%), Ceará (32%), Rio Grande do Norte (22%), Paraíba (17%), Pernambuco (50%), Alagoas (29%), Sergipe (16%), Bahia (27%), Minas Gerais (23%), Rio de Janeiro (46%), São Paulo (31%), Paraná (52%), Santa Catarina (39%), Rio Grande do Sul (54%), Mato Grosso do Sul (35%), Mato Grosso (35%) e Goiás (49%).

Anúncios
Fonte: AlanaGandra/Agência Brasil – Foto: Reuters/AgênciaBrasil

Contagem volta a questionar os critérios adotados pelo governo estadual para distribuir vacinas contra COVID

Avanço da vacinação em Contagem segue ritmo menor que o de Belo Horizonte e outras cidades mineiras por causa da falta de vacinas para aplicação. Nesta segunda-feira, durante live, a prefeita Marília Campos e o secretário municipal de saúde, Fabrício Simões, voltaram a reclamar dos critérios utilizados pelo governo de Minas Gerais para distribuir as doses de vacina.

A prefeita destacou que, continuando o critério adotado pelo governo estadual, “Belo Horizonte vai concluir a vacinação da população de sua cidade e Contagem terá apenas 50% dos moradores vacinados”. Ela lembrou que um cenário como esse vai prejudicar inclusive Belo Horizonte, pois a circulação do vírus vai continuar intensa na região metropolitana.

A reclamação que já foi feita, inclusive em reuniões com o Secretário Estadual de Saúde, está sendo formalizada e documentada, afirmaram os representantes da administração municipal.

O Secretário de Saúde de Contagem, Fabrício Simões, garantiu que Contagem aplica todas as doses de vacina que recebe do governo estadual. Contudo ele destacou que “é a primeira vez que eu participo de uma campanha de vacinação que não disponibiliza vacinas para aplicação”.

Essa falta de vacinação impede o avanço para outros grupos prioritários e pessoas com menos de 60 anos.

Para se ter ideia, Belo Horizonte realizou a vacinação dos trabalhadores da educação na semana passada. Contagem começou a vacinar este grupo hoje, segunda-feira. Betim, outra grande cidade da região metropolitana, apenas começou a realizar o cadastro de profissionais das redes Estadual e Particular.

A prefeita e o secretário afirmaram que para informar novas categorias e avançar no Plano de imunização da Covid-19, é necessário confirmar a chegada de novas doses.

VACINA CONTRA GRIPE

O secretário de saúde informou que Contagem tem um índice de vacinação acima da média nacional e continua vacinando.

Da mesma forma foi informado que, os professores que vacinaram contra gripe precisam esperar 14 dias para tomar a vacina contra Covid. Os professores que não puderam se vacinar nesta semana, por causa do intervalo necessário entre uma vacina e outra, poderão se vacinar posteriormente, quando tiver completado o prazo necessário entre uma vacina e outra.

Grávidas que tomaram vacina contra Covid devem receber segunda dose só depois do nascimento e puerpério

O Ministério da Saúde divulgou a orientação para as gestantes e puérperas que tomaram uma dose da vacina contra a covid-19 da Oxford/AstraZeneca. Elas deverão aguardar até o fim do puerpério para tomar a segunda dose.

A orientação foi divulgada após o ministério alterar as diretrizes para a vacinação de gestantes e puérperas diante de dois casos de mulheres desses grupos que morreram após receber o imunizante Oxford/AstraZeneca.

De acordo com a pasta, até 10 de maio, 15 mil gestantes foram imunizadas com a vacina. Estas deverão seguir a recomendação de aguardar o fim do puerpério.

Conforme o comunicado de orientação do Ministério da Saúde, as gestantes que receberam uma dose da Oxford/AstraZeneca e que apresentarem sintomas entre quatro e 28 dias após a aplicação deverão procurar um médico.

Entre os sintomas que devem ensejar a busca por atendimento médico estão falta de ar; dor no peito; inchaço na perna; dor abdominal persistente; sintomas neurológicos, como dor de cabeça persistente e de forte intensidade, borrada, dificuldade na fala ou sonolência; ou pequenas manchas avermelhadas na pele além do local em que foi aplicada a vacina.

Desde a mudança de posição do ministério, a vacinação de gestantes e puérperas passou a ser recomendada apenas para as mulheres que fazem parte desses grupos e que apresentem comorbidades, podendo receber outros tipos de imunizantes, como as vacinas CoronaVac e a da Pfizer.

fonte e imagem: Agência Brasil

Governo do Estado atrasa entrega de Coronavac e Contagem segue sem segunda dose para vacinação

Governo do Estado ainda não entregou as doses de Coronavac enviadas pelo Ministério da Saúde para Contagem. Por esta razão, a cidade continua sem aplicar a segunda dose nas pessoas que foram vacinadas com doses da Coronavac, após 6 de abril.

Segundo a prefeitura, estas vacinas deveriam ter sido entregues ontem, segunda-feira.

Segundo a prefeitura, o Ministério da Saúde já garantiu nova remessa da vacina CoronaVac, produzidas pelo instituto Butantan; novo calendário de vacinação deverá ser divulgado em breve.

Segundo explica o secretário de Saúde, Fabrício Simões, a reserva técnica de doses do município garantiu a aplicação da segunda dose da CoronaVac até essa segunda-feira (3/5), no entanto, é preciso receber mais doses para completar o esquema vacinal dos idosos.

“A falta dessas doses da vacina Coronavac está atingindo todo o país. O Ministério da Saúde ficou de enviar mais doses para os estados. Já solicitamos à Secretaria Estadual de Saúde e estamos aguardando essa remessa. Reforço que sempre seguimos as orientações do Governo do Estado sobre a quantidade de doses e o público-alvo no processo de vacinação contra a Covid-19”, afirmou.

Contagem não é única cidade que enfrenta falta da vacina Coronavac. Os problemas foram causados devido a uma orientação do Ministério da Saúde que dispensou os municípios de fazerem a reserva da segunda dose e garantiu a entrega de vacinas suficientes para continuar a vacinação.

Contudo, houve atraso no envio de insumos vindos da China e o Ministério da Saúde parou de encaminhar novas doses de Coronavac aos municípios.

Belo Horizonte é um dos municípios que também enfrentam esse problema. Na capital, a prefeitura afirma que são precisas 80 mil doses de Coronavac para dar continuidade à vacinação dos idosos que têm entre 64 e 67 anos.

Vacinação comAstraZeneca

O município continua a vacinação com doses da marca AstraZeneca, que ainda não estão em falta.

Contagem recebeu na segunda-feira (3/5) mais 15.675 doses das vacinas contra a Covid-19 e, com isso, o que possibilitou a ampliação da vacinação para idosos a partir de 60 anos nesta terça-feira (4/5).Segundo definição do Governo do Estado, essas doses são destinadas para imunização dos trabalhadores de saúde, idosos e forças de segurança, sendo 200 para a primeira dose deste último grupo prioritário.

Os 23 locais de vacinação funcionarão das 8h às 15h para receber esse público-alvo.

O idoso a partir de 61 anos que ainda não compareceu ao posto de saúde para tomar a primeira dose da vacina na data marcada para início da vacinação de sua faixa etária pode procurar em qualquer dia da semana um dos postos disponíveis para se vacinar.

Na hora de vacinar, é necessário utilizar máscara e manter o distanciamento social. É exigido que o idoso leve o documento de identidade com foto, CPF, e, aconselhável, um comprovante de endereço.

A Secretaria Municipal de Saúde solicita somente um acompanhante por idoso para evitar aglomerações.

com informações PMC/VanessaTrotta

Contagem começa a semana segurando o ritmo de vacinação. Nesta segunda só serão aplicadas segundas doses

Nesta segunda-feira (26/4), haverá somente aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 nos postos credenciados. Os idosos de 67 anos que tomaram a primeira dose no mutirão do dia 1º de abril devem ir completar o esquema vacinal amanhã, das 8h às 15h. A decisão da Prefeitura é para evitar aglomerações em função do grande número de idosos que precisam receber a última dose neste dia. Nos dias 22 e 23 de abril, mais de 10 mil idosos foram imunizados, o movimento chegou a ser como no dia dos mutirões de vacinação.

A aplicação da primeira dose para idosos a partir de 63 anos será retomada na terça-feira (27/4). A Prefeitura aguarda a chegada de mais doses para ampliar a faixa etária da vacinação. O governo do estado deu a previsão de começar a enviar novas doses aos municípios também na terça-feira (27).

Segundo o secretário municipal de Saúde, Fabrício Simões, mesmo aquelas pessoas que perderam o prazo estabelecido no cartão de vacinação para o reforço da vacina contra a Covid-19 devem procurar um posto credenciado para receber a segunda dose. “Essa é a orientação do Ministério da Saúde. Para estar completamente imunizado é necessário tomar as duas doses. Não deixem pela metade, pois assim não conseguiremos avançar na luta contra o coronavírus”, disse.

Para quem foi vacinado com a AstraZeneca, continua valendo a data da segunda dose indicada no cartão de vacinação. A pessoa deve procurar os postos credenciados e levar seu cartão de vacina.

Orientações

Para tomar a segunda dose, é preciso observar o prazo. O intervalo entre as doses da Coronavac é de até 28 dias e da AstraZeneca é de 84 dias.

Na hora de vacinar, é necessário utilizar máscara e manter o distanciamento social. É exigido que o idoso leve o documento de identidade com foto, CPF, e, aconselhável, um comprovante de endereço.

A Secretaria Municipal de Saúde solicita somente um acompanhante por idoso para evitar aglomerações.

O idoso deve informar sua condição de saúde na hora de se vacinar. A vacinação deve ser adiada nas pessoas com sinais de infecção em atividade, como a presença de febre e outros sintomas. Como a piora clínica da Covid-19 pode ocorrer até duas semanas após a infecção, a vacinação deve ser adiada até a recuperação clínica total e, pelo menos, quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a partir da primeira amostra de PCR positiva em pessoas assintomáticas.

A vacinação da segunda dose ocorrerá nos postos de vacina abaixo, nesta segunda-feira (26/4):

REGIONAL ELDORADO
Para aplicação da dose 2:

– CSU Eldorado – Drive Thru – (Rua Portugal, nº 30 – Eldorado)
– UBS Jardim Eldorado (Rua Canafístula, nº 245 – Jardim Eldorado)
– Escola Municipal Sandra Rocha (Rua Hum, nº 5 – Vale das Perobas)
– Salão Paroquial da Igreja Santa Cruz (Avenida Lisboa, n° 330 – Santa Cruz)
– Umei Água Branca (Avenida Seis, nº 300 – Conjunto Água Branca)
_

REGIONAL INDUSTRIAL
Para aplicação da dose 2:

– Umei Professora Juvecir Maria de Freitas (Avenida Alvarenga Peixoto, 768 – Amazonas)
– Escola Municipal Virgílio de Melo Franco (Rua Iluminosa, 75 – Vila São Paulo)
– UBS Bandeirantes (R. Oito, 20 – Santa Maria)
– UBS Vila Diniz (R. Osório de Morais, 957 – Vila Diniz)
– Escola Nossa Senhora Aparecida (R. Uruguai, 259 – Industrial)
__

REGIONAL NACIONAL
Para aplicação da dose 2:
– Escola Estadual Ministro Miguel Mendonça (Rua Benjamim Constant S/N – Nacional)
– Igreja Adventista (Rua Búzios, 58 – Estrela Dalva)
– Anexo da Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição (Rua Henriqueta Mendonça Rigolon, 40 – N. Sra. da Conceição)
__
REGIONAL PETROLÂNDIA
Para aplicação da dose 2:
– Escola Municipal Izabel Nascimento (Rua Refinaria União, 194 – Petrolândia – Entrada pela Rua Oleoduto nº 200)
__
REGIONAL RESSACA
Para aplicação da dose 2:

– Umei Beija-Flor (Rua Rubi S/N – ao lado da UBS São Joaquim – em frente ao número 803 – São Joaquim)
– Escola Municipal Maria Silva Lucas, ao lado da UBS Laguna (Rua Bragança, 872 – Jardim Laguna)
– UBS Arpoador (Rua Mariana, s/n – Arpoador)
_
REGIONAL RIACHO
Para aplicação da dose 2:
– UBS Sesc (Rua Padre José Maria Deman, 805 – Novo Riacho)
_
REGIONAL SEDE
Para aplicação da dose 2:

– Umei Bernardo Monteiro – (R. Wilson José de Souza, 30 Bernardo Monteiro)
– Escola Municipal Eli Horta – (R. Profa. Neuza Rocha, 406 – Centro)
– UBS Praia – (R. do Registro, nº 1676 – Praia)
__
REGIONAL VARGEM DAS FLORES
Para aplicação da dose 2:
– Escola Municipal Vereador José Ferreira de Aguiar (Rua Picassu, 275 – Icaivera)
– Umei Nova Contagem (Rua VL6, 789 – Nova Contagem)

com informações SECOM/PMC/Vanessa Trotta

Contagem começa vacinação de pessoas com 73 anos. Campanha de aplicação continuará no feriado

A vacinação dos idosos contra a covid-19 será ampliada pela Prefeitura de Contagem. Serão atendidos idosos a partir de 73 anos. Dando continuidade pela ordem decrescente da faixa etária deste grupo prioritário, as datas do início da imunização foram escalonadas para evitar aglomerações. Para dar celeridade no processo, a vacinação ocorrerá inclusive no feriado religioso* municipal desta sexta-feira (26/3) e no sábado (27/03).    

Confira o calendário de vacinação contra a covid: 

Dia 24/3 (quarta-feira) – Idosos a partir de 77 anos. 

Dia 25/3 (quinta-feira)  – Idosos a partir de 76 anos. 

Dias 26 e 27/3 (sexta e sábado) – Idosos a partir de 75, 74 e 73 anos. 

Serão 24 locais de vacinação credenciados, abertos das 8h às 15h, nos endereços relacionados abaixo. 

Na hora de vacinar, é necessário utilizar máscara e manter o distanciamento social. É exigido que o idoso leve o documento de identidade com foto, CPF, e, aconselhável, um comprovante de endereço. 

A Secretaria Municipal de informa que será permitido somente um acompanhante por idoso para evitar aglomerações. 

Segunda dose   

É importante observar que as salas de vacinação para a primeira e a segunda doses podem ser em locais diferentes. A data para tomar a segunda dose está marcada no cartão de vacina. É necessário levar os documentos pessoais e o cartão de vacinação. 

*Na sexta-feira (26/3) é feriado em Contagem, pois é comemorado o Jubileu de Nossa Senhora das Dores, padroeira da cidade. 

Confira o endereço das salas de vacinação abertas por data e a dose que cada uma oferece: 

Regional Nacional 

Na quinta-feira-feira (25/3) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS ESTRELA DALVA (Rua Búzios, 56 – Estrela Dalva) 

UBS NACIONAL (Rua Benjamim Constant, 701 – Nacional) 

UBS VALE DAS AMENDOEIRAS (Rua Seis, 52 – Vale das Amendoeiras) 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS ESTRELA DALVA (Rua Búzios, 56 – Estrela Dalva) 

UBS NACIONAL (Rua Benjamim Constant, 701 – Nacional) 

Regional Petrolândia 

Na quinta-feira-feira (25/3) 

Para a 1ª dose: 

UBS CAMPO ALTO (Rua B, 181 – Campo Alto) 

Para a 2ª dose: 

UBS PETROLÂNDIA I (Rua Refinaria Duque de Caxias, 297 – Petrolândia) 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª dose: 

UBS CAMPO ALTO (Rua B, 181 – Campo Alto) 

Regional Sede 

Na quinta (25/3): 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS CAD (Av. Prefeito Gil Diniz, 401A – Centro) 

UBS BERNARDO MONTEIRO (Wilson José de Souza, 40 – Bernardo Monteiro) 

UBS LINDA VISTA (Rua Arthur Hermeto, 57 – Linda Vista) 

UBS MARIA DA CONCEIÇÃO (Rua Pará de Minas, S/N  

UBS PRAIA (Rua Felisbino Pinto Monteiro, 1099 – Bairro: Praia) 

Na sexta-feira (26/3) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS CAD (Av. Prefeito Gil Diniz, 401A – Centro) 

UBS BERNARDO MONTEIRO (Wilson José de Souza, 40 – Bernardo Monteiro) 

UBS PRAIA (Rua Felisbino Pinto Monteiro, 1099 – Bairro: Praia) 

No sábado (27/3) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS CAD (Av. Prefeito Gil Diniz, 401A – Centro) 

Regional Riacho 

Na quinta-feira (25/3): 

Para a 1ª dose: 

SESC CONTAGEM (Rua Padre José Maria de Man, 805 – Novo Riacho) 

Para a 2ª dose: 

UBS RIACHO (Rua Rio Verde, nº 171 – Riacho das Pedras 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

SESC CONTAGEM (Rua Padre José Maria de Man, 805 – Novo Riacho) 

Regional Vargem das Flores 

Na quinta-feira (25/3): 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS DARCY RIBEIRO (Rua João Luiz de Farias, 166 – Darcy Ribeiro) 

UBS RETIRO (Avenida dos Imigrantes, S/N – Retiro) 

UBS SÃO JUDAS TADEU (Rua VL7, 259 – Nova Contagem) 

UBS ICAIVERA (Avenida Tui, 10 – Icaivera) 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UMEI Nova Contagem – Rua VL 6, 789 – Nova Contagem) 

Regional Industrial 

Na quinta-feira (25/3): 

Para a 1ª dose: 

UBS JARDIM INDUSTRIAL (Rua Henrique Zikler, 97 – Jardim Industrial) 

UBS VILA BANDEIRANTES (Rua Oito, 20 – Santa Maria) 

Para a 2ª dose: 

UBS AMAZONAS (Rua Marquês do Paraná, 111 – Amazonas) 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS JARDIM INDUSTRIAL (Rua Henrique Zikler, 97 – Jardim Industrial) 

UBS VILA BANDEIRANTES (Rua Oito, 20 – Santa Maria) 

UBS AMAZONAS (Rua Marquês do Paraná, 111 – Amazonas) 

Regional Ressaca 

Na quinta-feira (25/3): 

Para a 1ª dose: 

UBS SÃO JOAQUIM (Rua Rubi, s/n (em frente ao número 803) – São Joaquim) 

UBS JARDIM LAGUNA (Rua Bragança, 872 – Jd. Laguna) 

Para a 2ª dose: 

UBS ARPOADOR (Rua Mariana, s/n – Arpoador) 

Na sexta e sábado (26 e 27/03) 

Para a 1ª e 2ª doses: 

UBS SÃO JOAQUIM (Rua Rubi, s/n (em frente ao número 803) – São Joaquim) 

UBS JARDIM LAGUNA (Rua Bragança, 872 – Jd. Laguna) 

UBS ARPOADOR (Rua Mariana, s/n – Arpoador) 

Regional Eldorado 

Na quinta, sexta e sábado (25, 26 e 27/3): 

Para a 1ª dose: 

UBS ÁGUA BRANCA (Av. Seis, 320 – Conjunto Água Branca) 

UBS CSU ELDORADO (Rua Portugal, 50 – Gloria) 

UBS PARQUE SÃO JOÃO (Rua Sete, 54 – Parque São João) 

Para a 2ª dose: 

UBS NOVO ELDORADO (Rua Tubira, 173 – Santa Cruz) 

Pessoas com 77 anos começam a ser vacinadas a partir de amanhã em Contagem. Veja locais em cada região

Idosos a partir de 77 anos podem procurar nesta terça (23/3) e quarta (24/3) as salas credenciadas pela Prefeitura de Contagem para receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, em mais um esforço da administração municipal para imunizar o quanto antes os cidadãos de Contagem.  Nesta segunda-feira (22/3) estão sendo imunizados os idosos a partir de 78 anos.

As salas de vacinação estarão abertas das 8h às 15h somente nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) credenciadas (endereços abaixo).

Na hora de vacinar, é necessário utilizar máscara e manter o distanciamento social. É exigido que o idoso leve o documento de identidade com foto, CPF, e, aconselhável, um comprovante de endereço.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta aos idosos ou familiares a entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde credenciada para buscar por locais mais vazios. Será permitido somente um acompanhante por idoso para evitar aglomerações.

Segunda dose 

É importante observar que as salas de vacinação para a primeira e a segunda doses são em locais diferentes. A data para tomar a segunda dose está marcada no cartão de vacina. É necessário levar os documentos pessoais e o cartão de vacinação.

Confira o endereço das salas de vacinação e a dose que cada uma oferece:



REGIONAL ELDORADO

Para a 1ª dose:

UBS ÁGUA BRANCA (Av. Seis, 320 – Conjunto Água Branca – 3352-5245)

UBS CSU ELDORADO (Rua Portugal, 50 – Gloria – 3352-5251)

UBS PARQUE SÃO JOÃO (Rua Sete, 54 – Parque São João – 3352-5259)

Para a 2ª dose:

UBS NOVO ELDORADO (Rua Tubira, 173 – Santa Cruz – 3911-9423)



REGIONAL RIACHO

Para a 1ª dose:

SESC CONTAGEM (Rua Padre José Maria de Man, 805 – Novo Riacho – 3912-4949)

Para a 2ª dose:

UBS RIACHO (Rua Rio Verde, nº 171 – Riacho das Pedras – 3363-5265)



REGIONAL INDUSTRIAL

Para a 1ª dose:

UBS JARDIM INDUSTRIAL (Rua Henrique Zikler, 97 – Jardim Industrial – 3363-5255)

UBS VILA BANDEIRANTES (Rua Oito, 20 – Santa Maria – 3363-5841)

Para a 2ª dose

UBS AMAZONAS (Rua Marquês do Paraná, 111 – Amazonas – 3361-6303)



REGIONAL SEDE

Para a 1ª dose:

UBS CAD (Av. Prefeito Gil Diniz, 401A – Centro – 3398-4310)

UBS BERNARDO MONTEIRO (Wilson José de Souza, 40 – Bernardo Monteiro – 3352-5249)

UBS LINDA VISTA (Rua Arthur Hermeto, 57 – Linda Vista – 3352-5716)

UBS MARIA DA CONCEIÇÃO (Rua Pará de Minas, S/N – 3352-5849

UBS PRAIA (Rua Felisbino Pinto Monteiro, 1099 – Bairro: Praia –  3352-1777)

Para a 2ª dose:

UBS CAD (Av. Prefeito Gil Diniz, 401A – Centro – 3398-4310)

UBS BERNARDO MONTEIRO  (Wilson José de Souza, 40 – Bernardo Monteiro – 3352-5249

UBS LINDA VISTA (Rua Arthur Hermeto, 57 – Linda Vista – 3352-5716 )

UBS MARIA DA CONCEIÇÃO (Rua Pará de Minas, S/N – 3352-5849)



REGIONAL PETROLÂNDIA

Para a 1ª dose:

UBS CAMPO ALTO (Avenida B, 1012 – Campo Alto – 3391-8888)

UBS PETROLÂNDIA I (Rua Refinaria Gabriel Passos, 287 – Petrolândia – 3352-4695)

Para a 2ª dose:

UBS Campo Alto (Avenida B, 1012 – Campo Alto – 3391-8888)



REGIONAL RESSACA

Para a 1ª dose:

UBS SÃO JOAQUIM (Rua Rubi, s/n (em frente ao número 803) – São Joaquim – 3357-9671)

UBS JARDIM LAGUNA (Rua Bragança, 872 – Jd. Laguna – 3352-5718

Para a 2ª dose:

UBS ARPOADOR (Rua Mariana, s/n – Arpoador – 3352-5762)



REGIONAL NACIONAL

Para a 1ª dose:

UBS ESTRELA DALVA (Rua Búzios, 56 – Estrela Dalva – 3913-9622)

UBS NACIONAL (Rua Benjamim Constant, 701 – Nacional – 3912-6175)

Para a 2ª dose:

UBS VALE DAS AMENDOEIRAS (Rua Seis, 52 – Vale das Amendoeiras – 3397-3516)



REGIONAL VARGEM DAS FLORES

Para a 1ª dose:

UBS DARCY RIBEIRO (Rua João Luiz de Farias, 166 – Darcy Ribeiro – 3911-3953)

UBS RETIRO (Avenida dos Imigrantes, S/N – Retiro – 3352-5264)

UBS SÃO JUDAS TADEU (Rua VL7, 259 – Nova Contagem – 3392-8047)

UBS ICAIVERA (Avenida Tui, 10 – Icaivera – 3352-5307)

Para a 2ª dose:

UBS DARCY RIBEIRO (Rua João Luiz de Farias, 166 – Darcy Ribeiro – 3911-3953)

UBS RETIRO (Avenida dos Imigrantes, S/N – Retiro – 3352-5264)

UBS SÃO JUDAS TADEU (Rua VL7, 259 – Nova Contagem – 3392-8047)

UBS ICAIVERA (Avenida Tui, 10 – Icaivera – 3352-5307)

com informações: PMC/VanessaTrotta foto: PMC/RonaldoLeandro

Contagem é incluída no consórcio de municípios para compra de vacinas contra Covid

A Câmara Municipal de Contagem aprovou, em regime de urgência, nesta terça-feira (16/03), o projeto de lei do Executivo que garante a inclusão de Contagem no consórcio de municípios brasileiros para a aquisição de vacinas contra a Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos de saúde.

Recebido pelo Legislativo há apenas uma semana, o PL 06/2021 teve sua tramitação acelerada por solicitação dos vereadores, com dispensa de sua análise pelas comissões parlamentares e a realização de uma reunião extraordinária na última quinta-feira (11/03), para apreciação em primeiro turno.

A matéria ratifica o protocolo de intenções firmado entre municípios de todas as regiões do Brasil, com o objetivo de facilitar a aquisição de vacinas, convertendo-o em contrato de consórcio público. Além disso, autoriza o Município a abrir dotação orçamentária, a fim de ter recursos para ajudar a fomentar as compras do consórcio.

Em mensagem que acompanha o projeto, a prefeita Marília Campos destaca que “trata-se de uma iniciativa de vulto e inédita no país; ação que se apresenta como possibilidade para colaborar no enfrentamento a um problema iminente que é de todos, a escassez de vacinas para a imunização em massa da população, e, em médio e longo prazos, de outros insumos”.

Manifestação dos vereadores

Durante a primeira rodada de votações, na última semana, diversos parlamentares pediram a palavra para enaltecer a iniciativa da Prefeitura de Contagem, e para garantir celeridade na apreciação do projeto.

Na reunião desta terça-feira, não foi diferente. O presidente da Câmara, vereador Alex Chiodi (Solidariedade), lembrou que, diante da urgência em se disponibilizar os imunizantes, a prefeita Marília Campos encaminhou para o Consulado da Rússia, nos últimos dias, um protocolo de intenções para aquisição de 1,3 milhão de doses da vacina Sputinik V. Para isso, uma emenda parlamentar ao projeto garante também a compra por iniciativa individual.

“Temos caminhado juntos com a prefeita e com a Secretaria de Saúde na questão da aquisição de vacinas para nossos cidadãos. A Câmara fez esse esforço pela rápida aprovação do projeto pela inclusão de Contagem no consórcio de municípios; e, na última sexta-feira, a prefeita Marília fez o protocolo para o Consulado da Rússia para compra das vacinas, para que possamos avançar na imunização da nossa população”, destacou Chiodi.

O vereador Carlin Moura (PDT) criticou o Governo Federal pelo anúncio de que todas as vacinas compradas por estados e municípios deveriam ser repassadas para o Programa Nacional de Imunização, para redistribuição.

“Muito ajuda quem não atrapalha. Estamos fazendo esse esforço para que Contagem compre as vacinas, enquanto o Governo Federal joga na contramão, querendo impedir que os municípios recebam diretamente as vacinas, querendo confiscá-las. O prefeito de Betim já está entrando com um mandado de segurança, para garantir o recebimento. E Contagem e BH também estão fazendo um grande esforço, enquanto o Ministério da Saúde está parado, e o Governo do Estado está com denúncias de gente furando fila”, pontuou Carlin.

Chiodi lembrou que a Lei Federal 14.125, de 10 de março de 2021, permite que estados e municípios tenha a iniciativa de compra de imunizantes, sem depender do Governo Federal. “Esperamos que prevaleça o bom senso, pois é uma ação que pode ajudar a acelerar a imunização da população, para que possamos sair o mais rapidamente possível dessa situação difícil”, concluiu.

Por fim, muitos vereadores encerraram o voto com a expressão “vacina sim” ou “vacina já”, aprovando o projeto por unanimidade. Agora, a matéria segue para a Prefeitura e passa a valer como lei a partir de sua publicação no Diário Oficial do Município.

informações: CMC/LeandroPerché

Prefeitura anuncia negociação para a compra de 1,3 milhão de doses de vacina Sputinik V, da Rússia

Contagem anunciou hoje que iniciou as negociações para a compra de 1,3 milhão de doses da vacina russa Sputinik V. O anúncio da negociação individual segue a linha adotada por outras grandes prefeituras da região metropolitana, como Belo Horizonte e Betim, que também estão negociando vacinas.

O anúncio foi feito no site da prefeitura. Nas redes sociais, a prefeita anunciou que encaminhou para o consulado da Rússia o protocolo de intenção de compra. Segundo Marília Campos, “A meta é imunizar toda a população de Contagem contra a Covid-19”, disse.

As cidades partiram para negociação direta com as farmacêuticas após a demora do governo federal em dar andamento à aquisição de vacinas.

No primeiro dia de governo, a prefeita Marília Campos(PT) anunciou que já havia feito contato com o Butantan para compra de 1 milhão de doses da vacina Coronavac, caso o governo federal não optasse pela compra de vacinas. (RELEMBRE)

Na época o governo Bolsonaro ainda resistia em adquirir vacinas e não queria comprar a Coronavac chinesa, produzida com o apoio do governo de São Paulo. O presidente politizou a vacinação e não queria comprar vacinas, pois achava que isso iria fortalecer o governador paulista, João Doria.

A autorização para estados e municípios comprarem e distribuírem essas vacinas foi dada somente em fevereiro pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e na quarta feira (10/3) foi sancionada pelo governo federal uma lei que também permite essa aquisição.

A Sputinik V tem eficácia de 91,6% contra a covid-19 e também é 100% eficaz na prevenção de casos graves e mortes, conforme os estudos publicados no periódico “The Lancet” revista científica sobre medicina, uma das mais antigas e conhecidas revistas médicas do mundo publicada no Reino Unido.

Pessoas com mais de 85 anos podem agendar vacinação contra COVID em Contagem

A Prefeitura de Contagem abre nesta quarta-feira (17/2) o cadastro dos idosos a partir de 85 anos para a vacinação contra a covid-19. O cadastro estará disponível pela internet, no site da prefeitura.

A partir deste cadastro, a Secretaria Municipal de Saúde entrará em contato com o idoso ou com a família, por telefone, para agendar o dia da imunização, que poderá ser em domicílio, com equipes volantes, ou em uma Unidade Básica da Saúde (UBS) indicada.

Para fazer o cadastro CLIQUE AQUI.

Devem fazer o cadastro, os idosos com 85 anos ou mais residentes no município. É necessário informar o CPF, documento de identidade, dados pessoais, endereço, Unidade Básica de Saúde (UBS) referência, e o contato. O agendamento para vacinação será realizado conforme a disponibilização da vacina pelo Governo Federal, obedecendo os critérios estabelecidos pelo Plano Municipal de Vacinação.

É essencial aguardar o contato da UBS para o agendamento. Os moradores devem ficar atentos para não receber nenhuma pessoa dizendo ser da Prefeitura de Contagem, sem o horário estar marcado e sem as devidas identificações.

informações: PMC/VanessaTrotta