Casos de Covid-19 chegam ao menor patamar desde o início do ano e indicam avanços no controle da pandemia

Anúncios

Depois de alcançar um pico de 5992 casos em março desse ano, Contagem agora registra o menor índice do ano, com 334 casos até o dia 20. Os dados preliminares são da Secretaria Municipal de Saúde.

A prefeita da cidade, Marília Campos, comemorou a melhora nos números, mas lembrou que a pandemia ainda não acabou e o número de vítimas ainda é alto. “É uma redução espetacular. Isso não significa que a pandemia acabou ou que possamos relaxar nos cuidados. Esses resultados só foram possíveis graças ao avanço da vacinação, a utilização de máscara, a higienização das mãos e o respeito aos demais protocolos sanitários para conter o avanço da pandemia. Devemos perseverar neste caminho”, disse.

Anúncios
Imagem divulgada nas redes oficiais de Marília Campos

Vacinação chega a 60% em Contagem

Contagem está com 60% da população acima de 12 anos vacinada contra a Covid-19, segundo estimativa populacional do IBGE-2021. O município chegou a esse índice na última sexta-feira (22/10), com 319.328 doses 2 e 20.161 doses únicas aplicadas. Para a população geral do município, o índice é de 50% das pessoas com esquema vacinal completo.

Com a primeira dose, são 90% da população acima de 18 anos vacinada. Já são mais de 830 mil doses das vacinas contra a Covid-19 aplicadas no município. O avanço da vacinação tem garantido um alívio no sistema de saúde em relação ao número de internações pela doença, pois o município não precisou aumentar o número de leitos desde que houve a redução dos mesmos. Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda a todos, que ainda não tomaram a primeira dose, a procurar um posto para se imunizar, bem como aqueles que estão atrasados com a segunda dose a completarem a imunização.   

Segundo o secretário municipal de Saúde, Fabrício Simões, já está comprovado o benefício da vacinação contra a Covid-19 e o resultado tem sido expressivo no enfrentamento à pandemia. “Alcançar esses marcos importantes na vacinação é muito satisfatório, mas precisamos nos esforçar para que todos completem o esquema vacinal, com a segunda dose, para avançarmos na próxima etapa que será a maioria da população com a dose de reforço se assim for definido pelo Ministério da Saúde”, afirmou.

Confira os públicos que estão sendo vacinados em Contagem:

Anúncios

– pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose;

– pessoas que precisam tomar a segunda dose de acordo com a data agendada no cartão de vacinação, exceto para a vacina da Pfizer que foi adiantada para oito semanas.

– idosos a partir de 70 anos, pessoas imunossuprimidas e trabalhadores da saúde com a terceira dose.

Confira os requisitos gerais para a vacinação dos adultos: 

– Apresentar documento com foto e CPF;

– Apresentar comprovante de endereço;

– Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias;

Requisitos para a vacinação dos adolescentes:   

– Levar documento com foto e CPF;

– cartão de vacina da criança/adolescente;

– comprovante de endereço no nome do responsável;

– estar acompanhado do responsável.

Requisitos para a vacinação da terceira dose dos profissionais de saúde: 

– Apresentar documento de identificação com foto e CPF;

– apresentar o cartão de vacinação da Covid;

 – apresentar comprovante de vínculo empregatício em Contagem;

– ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há, no mínimo, 6 meses.

Requisitos para a vacinação da terceira dose dos idosos:   

– Apresentar documento de identificação com foto e CPF;

– apresentar o cartão de vacinação da Covid;

– apresentar comprovante de endereço;

– ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há, no mínimo, 6 meses.

Requisitos para a vacinação das pessoas com alto grau de imunossupressão acima de 18 anos:   

– Apresentar documento de identificação com foto e CPF;

– apresentar o cartão de vacinação da Covid;

– apresentar um relatório médico atualizado para vacinação ou utilizar o relatório médico apresentado na 2ª dose.

– apresentar comprovante de endereço;

– ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19 há, no mínimo, 28 dias.

São considerados para a vacinação pessoas com imunodeficiência primária grave, que fazem quimioterapia para câncer, transplantados em uso de drogas imunossupressoras, pessoas vivendo com HIV/Aids, em uso de corticóide em doses >20mg de prednisona ou equivalente por 14 dias ou mais, em uso de drogas modificadoras de resposta imune, pacientes em hemodiálise, pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).

com informações PMC/VanessTrotta

Estudo da Fiocruz mostra o óbvio: vacinação protege contra o Covid. Instituto ainda mostrou a situação da doença nas principais cidades

Anúncios

O Boletim Observatório Covid-19, divulgado hoje (7) pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), mostra que o sucesso da vacinação na prevenção de formas graves e fatais da doença é traduzido na redução no número de casos e óbitos, e, ainda, na estagnação na taxa de ocupação de leitos de UTI para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) em patamares baixos, na maioria dos estados. Os pesquisadores da Fiocruz consideram, no entanto, que a população deve ter prudência e continuar usando máscara e mantendo as demais medidas preventivas, como higienização das mãos, distanciamento social e uso de álcool gel, para bloquear a circulação do vírus.

O Índice de Permanência Domiciliar se encontra próximo de zero desde o mês de julho. Isso significa que a intensidade de circulação de pessoas nas ruas é similar à observada no período pré-pandemia. Os pesquisadores alertam, porém, que essa ausência de distanciamento físico reúne diversas formas de aglomeração, que vão desde o transporte público até atividades de comércio e lazer. 

“Em qualquer dessas situações, há uma exposição prolongada de pessoas em espaços confinados. E isso ocorre com pouco mais de 40% da população com esquema vacinal completo”, adverte a Fiocruz.

Apesar de muitas pessoas em circulação já terem sido imunizadas, as vacinas não previnem completamente a infecção ou a transmissão do vírus, alerta o documento. Por isso, a recomendação dos especialistas é que, até que o país alcance um patamar ideal de cobertura vacinal, estimado em torno de 80%, as medidas de distanciamento físico e prevenção, bem como a adoção do passaporte vacinal, devem ser mantidas. 

Os pesquisadores defendem também que atividades que representem maior concentração e aglomeração de pessoas só sejam realizadas com comprovante de vacinação. Os cientistas que integram o Observatório Covid-19 avaliam que não é prudente, nem oportuno, “falar em prazos concretos e datados para o fim da pandemia”, mas em garantir que sejam tomadas as medidas necessárias para que esse dia possa se aproximar com maior rapidez.

Mortalidade

A mortalidade por covid-19, atualmente, gira em torno de 500 casos por dia. O boletim sinaliza queda expressiva em comparação ao pico registrado em abril, quando foram notificados mais de 3 mil óbitos diários. Mas, apesar da retração, os números ainda demonstram que a transmissão permanece, bem como a incidência de casos graves que exigem cuidados intensivos. 

Ao longo da última semana, foi registrada média de 16.500 casos confirmados e 500 óbitos diários por covid-19. De acordo com o boletim da Fiocruz, isso mostra ligeira alta do número de casos (0,4 % ao dia) e queda no número de óbitos (0,7% ao dia). A circulação de pessoas nas ruas e a positividade de testes permanecem, contudo, elevadas.

Os pesquisadores salientam que o fluxo de notificação irregular pode levar a decisões por vezes inoportunas ou baseadas em dados atrasados e incompletos. Reforçam, porém, que a tendência de estabilidade ou redução desses indicadores, apesar das oscilações apuradas nas últimas semanas epidemiológicas, demonstra que a campanha de vacinação está atingindo um dos seus principais objetivos, que é a redução do impacto da doença, com menos óbitos e casos graves, embora sem o bloqueio da transmissão do vírus. A evolução dos óbitos e da cobertura vacinal chama atenção para o fato que as curvas têm direção oposta, indica o boletim.

Leitos de UTI

O boletim informa que na maioria dos estados, de acordo com dados coletados no dia 4 de outubro, as taxas de ocupação de leitos de UTI covid-19 para adultos no SUS apresentam relativa estabilidade, com índices inferiores a 50%. O Espírito Santo, entretanto, se mantém na zona de alerta intermediário desde 20 de setembro e constitui a exceção mais preocupante, porque, apesar da manutenção no número de leitos, a taxa de ocupação é de 75%. O Distrito Federal, por sua vez, voltou à zona de alerta crítico, com 83%, depois de semanas promovendo a retirada de leitos covid-19.

Ainda de acordo com o boletim da Fiocruz, foram registrados pequenos aumentos nas taxas em Mato Grosso do Sul e Goiás. Esses dois estados tiveram também diminuições na quantidade de leitos abertos, o mesmo ocorrendo em Rondônia, Amazonas, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso.

Entre as capitais, o Distrito Federal (83%) está na zona de alerta crítico, segundo o boletim da Fiocruz, e quatro estão na zona de alerta intermediário: Porto Velho (65%), Vitória (73%), Rio de Janeiro (65%) e Porto Alegre (63%). Estão fora da zona de alerta 22 capitais: Rio Branco (2%), Manaus (52%), Boa Vista (45%), Belém (8%), Macapá (12%), Palmas (27%), São Luís (21%), Teresina (37%), Fortaleza (26%), Natal (25%), João Pessoa (14%), Recife (50%), Maceió (45%), Aracaju (16%), Salvador (24%), Belo Horizonte (50%), São Paulo (40%), Curitiba (57%), Florianópolis (44%), Campo Grande (31%), Cuiabá (33%) e Goiânia (42%).

Já entre as unidades da Federação, vinte e cinco aparecem fora da zona de alerta: Rondônia (34%), Acre (4%), Amazonas (27%), Roraima (45%), Pará (23%), Amapá (12%), Tocantins (33%), Maranhão (32%), Piauí (48%), Ceará (32%), Rio Grande do Norte (22%), Paraíba (17%), Pernambuco (50%), Alagoas (29%), Sergipe (16%), Bahia (27%), Minas Gerais (23%), Rio de Janeiro (46%), São Paulo (31%), Paraná (52%), Santa Catarina (39%), Rio Grande do Sul (54%), Mato Grosso do Sul (35%), Mato Grosso (35%) e Goiás (49%).

Anúncios
Fonte: AlanaGandra/Agência Brasil – Foto: Reuters/AgênciaBrasil

Finalmente chegamos lá! Contagem irá vacinar jovens com 18 anos no sábado! É a última faixa etária a ser vacinada

A tão esperada data da vacinação contra a Covid-19 para os jovens a partir de 18 anos está chegando. A conclusão da aplicação da primeira dose para a população adulta será nas vésperas do aniversário de 110 anos da cidade. A ampliação das faixas etárias será feita de modo escalonado e já começa nesta quinta-feira (26/8) para os jovens de 23 e 22 anos seguindo até o sábado (28/8).

Confira como ficou o calendário:

Quinta-feira (26/8) – Pessoas com 23 e 22 anos
Sexta-feira (27/8) – Pessoas com 21 anos
Sábado (28/8) – Pessoas com 20, 19 e 18 anos.

As unidades credenciadas funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 15h, e os pontos extras nos shoppings Big e Contagem, das 15h às 21h. No sábado (28/8), as unidades irão funcionar das 8h às 16h.
A Prefeitura está preparando a “Virada da Vacinação” na sexta-feira (28/8) e irá divulgar em breve as informações sobre o evento. Por esse motivo, na sexta-feira (27/8), não haverá vacinação nos pontos extras dos dois shoppings, de modo que a vacinação será concentrada no mesmo local da virada.
As pessoas a partir de 24 anos que ainda não foram vacinadas e as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários atendidos também podem procurar os postos de vacinação.
Para facilitar o atendimento, a Secretaria de Saúde passou a aceitar o comprovante de endereço em nome de um terceiro (pai, mãe, avó, avô, etc) da pessoa a ser vacinada. Para isso, o dono do comprovante de endereço deverá fazer uma declaração de próprio punho afirmando que o usuário reside naquele endereço. Esta declaração ficará retida no posto de vacinação. A declaração de endereço da Unidade Básica de Saúde (UBS) referência também continua sendo aceita.
Atenção: Quem já está no prazo para receber a segunda dose, deve comparecer no dia agendado no cartão de vacinação.

Documentação para vacinar contra Covid

Requisitos Gerais para a vacinação:
– Apresentar documento de identificação com foto e CPF;
– Apresentar comprovante de endereço em seu próprio nome (caso não possua, ver as condições acima no texto);
– Não ter recebido vacina contra a Covid-19;
– Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;
– Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias.

Postos de vacinação contra Covid em Contagem

Locais de vacinação:
SHOPPING CONTAGEM – DRIVE THRU
Horário da vacinação: 15h às 21h
Av. Severino Ballesteros, 850 – Cabral, Contagem – MG
Estacionamento G1

BIG SHOPPING – LOJAS 210/211 e 284
Horário da vacinação: 15h às 21h
Av. João César de Oliveira, 1275 – Eldorado – Contagem

REGIONAL ELDORADO
Horário da vacinação: 8h às 15h
– CSU Eldorado – (Rua Portugal, nº 50 – Eldorado)
– UBS Jardim Eldorado (Rua Canafístula, nº 245 – Jardim Eldorado)
– UBS Parque São João (Rua Sete, 54 – Parque São João)
– UBS Água Branca (Avenida Seis, nº 320 – Conjunto Água Branca)
– Salão Paroquial da Igreja Santa Cruz (Avenida Lisboa, n° 330 – Santa Cruz).

REGIONAL INDUSTRIAL
Horário da vacinação: 8h às 15h
Atenção para as mudanças:
–Para a primeira dose: CRAS Amazonas (Marques do Paraná 95 – Amazonas).
– UBS Jardim Industrial (Rua Henrique Zikler, 97 – Jardim Industrial)
– Para a segunda dose da Pfizer: – UBS Vila Diniz (Rua Osório de Morais, 957 – Vila Diniz)
– Para a segunda dose da AstraZeneca (FioCruz) – CRAS Amazonas (Marques do Paraná 95 – Amazonas) e UBS Jardim Industrial (Rua Henrique Zikler, 97 – Jardim Industrial)

– Para a segunda dose da CoronaVac (Butantan): CRAS Amazonas (Marques do Paraná 95 – Amazonas)

REGIONAL NACIONAL
Horário da vacinação: 8h às 15h
– Escola Estadual Ministro Miguel Mendonça (Rua Benjamim Constant S/N – Nacional)
– Escola Municipal Professor Wancleber Pacheco (Rua Santo Antônio, 60 – Bairro Tijuca)
– Anexo da Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição (Rua Henriqueta Mendonça Rigolon, 40 – Nossa Senhora da Conceição)

REGIONAL PETROL NDIA
Horário da vacinação: 8h às 15h
– Centro Pastoral da Paróquia Jesus Operário (Rua Refinaria Cubatão 263, Petrolândia)
REGIONAL RESSACA
Horário da vacinação: 8h às 15h
– Atenção para mudança de local: Pátio do estacionamento do Mart Minas (Rua Diamante 1280 – Acesso pela Rua Rubi – São Joaquim)
– Atenção para mudança de local: Amonp – Associação dos Moradores do Bairro Novo Progresso II (Rua Gonçalves Dias, 320 – Novo Progresso)
– UBS Arpoador (Rua Mariana, s/n – Arpoador)

REGIONAL RIACHO
Horário da vacinação: 8h às 15h
– UBS Sesc (Rua Padre José Maria Deman, 805 – Novo Riacho)

REGIONAL SEDE
Horário da vacinação: 8h às 15h
Atenção para as mudanças:
– A vacinação na UBS Praia – (Rua do Registro, nº 1676 – Praia) ocorre somente nas quartas-feiras.
– A vacinação na UBS Bernardo Monteiro (R. Wilsom José de Souza, 40 – Bernardo Monteiro) ocorre somente nas quintas-feiras.
– A vacinação no antigo Fórum – (Av. João de Deus Costa 42, Centro) ocorre todos os dias da semana.

REGIONAL VARGEM DAS FLORES
Horário da vacinação: 8h às 15h
– Paróquia São Judas Tadeu – (Rua VL5, 55 – Nova Contagem)
– Farmácia Distrital Vargem das Flores II (Rua João Luiz de Faria, 142– Darcy Ribeiro)

fonte: PMC/Vanessa Trotta

70% da população adulta de Contagem já recebeu pelo menos uma dose contra Covid e ocupação de leitos apresenta queda

Contagem ultrapassou a marca de 500 mil pessoas com pelo menos uma dose das vacinas contra Covid. Isso significa que mais de 70% da população adulta já começou a se imunizar.

Esse número elevado de vacinados é acompanhado de outro número positivo: a redução da ocupação de leitos por pacientes contaminados com Covid.

O número de pessoas com covid internadas em enfermarias já chegou a 113 em abril desse ano; hoje está em 51. A ocupação de UTIs por pacientes com Covid também diminuiu, passando de 79 em abril para 30 nesta semana.

Essa diminuição de demanda permitiu, inclusive, que a prefeitura reduzisse a quantidade de leitos reservados para o tratamento da doença. Os leitos que estavam reservados ao tratamento de Covid agora foram liberados para atender outras demandas do serviço de saúde municipal.

Nas redes sociais, a Prefeita Marília Campos comemorou dizendo que “essa é mais uma importante vitória de nossa luta contra a pandemia que queria dividir com vocês. É mais uma vitória do nosso Pacto pela Vida”.

Calendário para vacinação contra Covid em Contagem

Na próxima semana a prefeitura avança na vacinação e deve ficar próxima de concluir a vacinação do público jovem, que tem mais de 18 anos. Na segunda-feira começa a vacinação de pessoas com 26 anos ou mais, na terça 25 anos e na quarta-feira a população com 24 anos.

Quando concluir esta etapa de vacinação restará apenas o grupo de adolescentes entre 12 e 18 anos. Até o momento, apenas a vacina fabricada pela Pfizer tem autorização da Anvisa para aplicação em crianças e adolescentes.

Portanto, para iniciar a vacinação desse grupo será necessário a inclusão no PNI – Programa Nacional de Imunizações – e também é necessário que existam doses suficientes de vacinas para esta faixa etária.

Faixas etárias e locais de vacinação estão disponíveis no site da prefeitura de Contagem.

Proteção com a primeira dose é alta e derruba número de mortes

Estudos realizados com as quatro marcas de vacinas aplicadas no Brasil trazem resultados muito positivos.

Mônica Levi, diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), afirmou em entrevista à Agência Brasil que

as quatro foram submetidas a rigorosos protocolos de testagem, com resultados checados por agências reguladoras de credibilidade reconhecida, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O processo de desenvolvimento de uma vacina inclui testes em laboratório e três etapas de testes em humanos, envolvendo milhares de voluntários, e os resultados são analisados pela comunidade científica e por órgãos reguladores de diferentes países.

Diante disso, a médica ressalta que recusar uma vacina específica ou atrasar a aplicação para esperar outra vacina são decisões que não fazem sentido e ameaçam a saúde individual e coletiva.

“Qualquer um de nós pode ter uma forma grave e pode ir a óbito. Não dá para negar uma vacina que vai te proteger principalmente desses desfechos. Todas as vacinas utilizadas no país estão mostrando efetividade para formas graves e para mortes, o que, nesse momento, é o que a gente mais se preocupa. Esse é o objetivo principal, e todas estão cumprindo o seu papel”, afirma a diretora da SBIm. “A escolha de recusar e adoecer não é só sua. Você vai fazer outros adoecerem também.”

Diminuição das mortes provocadas por Covid em Contagem

Junto com o aumento da população vacinada, houve uma redução do número de mortes provocadas pela Covid.

De acordo com um levantamento divulgado pelo economista José Prata, a média móvel de mortes em Contagem atingiu um pico em abril, com 18 mortes diárias. Atualmente esse número é de 1,4 mortes por dia na cidade.

Um número triste ainda, mas muito melhor do que estava há alguns meses.

Pessoas com 47 anos passam a ser vacinadas a partir de amanhã, dia 29/06, terça-feira

Uma boa notícia para os moradores de Contagem. O “Arraiá pela Vida” continua com a ampliação da vacinação contra a Covid-19. Nesta segunda-feira (28/6) serão atendidas as pessoas a partir de 48 e na terça-feira (29/6) as pessoas a partir de 47 anos. A medida foi possível após o recebimento de novas doses nesta sexta-feira (25/6).  

O grupo prioritário da população em situação de rua também será vacinado. O início será na segunda-feira (28/6), com a vacina da Janssen que requer somente uma dose. A vacinação será feita pelas equipes do Consultório na Rua (da Secretaria Municipal de Saúde) em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Está prevista a imunização de 700 pessoas em situação de rua.  

As pessoas a partir de 49 anos que ainda não foram vacinadas e as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários também podem procurar os postos credenciados. 

Arraiá pela Vida 

O Arraiá pela Vida é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que envolve a inauguração dos dois pontos de vacinação nos shoppings Contagem e Big.  Neles, as pessoas que fazem parte do público-alvo das campanhas poderão se vacinar contra a Covid-19 e também contra a Influenza (Gripe).  

Os postos de vacinação nos shoppings funcionam no horário das 12h às 20h. O do Shopping Contagem é em esquema de drive thru, e o do Big Shopping, em uma loja dentro do centro de compras.  

Já as unidades de saúde credenciadas irão funcionar das 8h às 15h para a vacinação contra a Covid-19. 

Requisitos Gerais para a vacinação:  

– Apresentar documento de identificação com foto e CPF; 

– Apresentar comprovante de endereço; 

– Não ter recebido vacina contra a Covid-19; 

– Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;  

– Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias. 

Locais de vacinação  

SHOPPING CONTAGEM – DRIVE THRU 

Horário da vacinação: 12h às 20h   

Av. Severino Ballesteros, 850 – Cabral, Contagem – MG 

Estacionamento G1 

Horário da vacinação: 12h às 20h 

 BIG SHOPPING – LOJA 284 

Horário da vacinação: 12h às 20h   

Av. João César de Oliveira, 1275 – Eldorado – Contagem 

Horário da vacinação: 12h às 20h 

REGIONAL ELDORADO  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– CSU Eldorado – Drive Thru – (Rua Portugal, nº 30 – Eldorado)  

– UBS Jardim Eldorado (Rua Canafístula, nº 245 – Jardim Eldorado)  

– Salão Paroquial da Igreja Santa Cruz (Avenida Lisboa, n° 330 – Santa Cruz)  

– UMEI Água Branca (Avenida Seis, nº 300 – Conjunto Água Branca)  

– E M Sandra Rocha (Rua Hum, nº5 – Parque São João)  

REGIONAL INDUSTRIAL  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– Umei Professora Juvecir Maria de Freitas (Avenida Alvarenga Peixoto, 768 – Amazonas)  

REGIONAL NACIONAL   

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– Escola Estadual Ministro Miguel Mendonça (Rua Benjamim Constant S/N – Nacional)  

– Escola Municipal Professor Wancleber Pacheco (Rua Santo Antônio, 60 – Bairro Tijuca)  

– Anexo da Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição (Rua Henriqueta Mendonça Rigolon, 40 – Nossa Senhora da Conceição)  

REGIONAL PETROLÂNDIA  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– Escola Municipal Izabel Nascimento (Rua Refinaria União, 194 – Petrolândia – Entrada pela Rua Oleoduto nº 200)  

 REGIONAL RESSACA  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– UBS São Joaquim (Rua Rubi, s/n – São Joaquim)  

– UBS Jardim Laguna (Rua Bragança, 872 – Jd. Laguna)  

– UBS Arpoador (Rua Mariana, s/n – Arpoador)  

 REGIONAL RIACHO  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– UBS Sesc (Rua Padre José Maria Deman, 805 – Novo Riacho)  

REGIONAL SEDE  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– Umei Bernardo Monteiro – (Rua Wilson José de Souza, 30 Bernardo Monteiro)  

– Escola Municipal Eli Horta – (Rua Professora Neuza Rocha, 406 – Centro)  

– UBS Praia – (Rua do Registro, nº 1676 – Praia)  

Para a dose 2 da CoronaVac:  

 somente na Escola Municipal Eli Horta – (Rua Professora Neuza Rocha, 406 – Centro)  

REGIONAL VARGEM DAS FLORES  

Horário da vacinação: das 8h às 15h 

– Escola Municipal Vereador José Ferreira de Aguiar (Rua Picassu, 275 – Icaivera)  

– Umei Nova Contagem (Rua VL6, 789 – Nova Contagem) 

Contagem volta a questionar os critérios adotados pelo governo estadual para distribuir vacinas contra COVID

Avanço da vacinação em Contagem segue ritmo menor que o de Belo Horizonte e outras cidades mineiras por causa da falta de vacinas para aplicação. Nesta segunda-feira, durante live, a prefeita Marília Campos e o secretário municipal de saúde, Fabrício Simões, voltaram a reclamar dos critérios utilizados pelo governo de Minas Gerais para distribuir as doses de vacina.

A prefeita destacou que, continuando o critério adotado pelo governo estadual, “Belo Horizonte vai concluir a vacinação da população de sua cidade e Contagem terá apenas 50% dos moradores vacinados”. Ela lembrou que um cenário como esse vai prejudicar inclusive Belo Horizonte, pois a circulação do vírus vai continuar intensa na região metropolitana.

A reclamação que já foi feita, inclusive em reuniões com o Secretário Estadual de Saúde, está sendo formalizada e documentada, afirmaram os representantes da administração municipal.

O Secretário de Saúde de Contagem, Fabrício Simões, garantiu que Contagem aplica todas as doses de vacina que recebe do governo estadual. Contudo ele destacou que “é a primeira vez que eu participo de uma campanha de vacinação que não disponibiliza vacinas para aplicação”.

Essa falta de vacinação impede o avanço para outros grupos prioritários e pessoas com menos de 60 anos.

Para se ter ideia, Belo Horizonte realizou a vacinação dos trabalhadores da educação na semana passada. Contagem começou a vacinar este grupo hoje, segunda-feira. Betim, outra grande cidade da região metropolitana, apenas começou a realizar o cadastro de profissionais das redes Estadual e Particular.

A prefeita e o secretário afirmaram que para informar novas categorias e avançar no Plano de imunização da Covid-19, é necessário confirmar a chegada de novas doses.

VACINA CONTRA GRIPE

O secretário de saúde informou que Contagem tem um índice de vacinação acima da média nacional e continua vacinando.

Da mesma forma foi informado que, os professores que vacinaram contra gripe precisam esperar 14 dias para tomar a vacina contra Covid. Os professores que não puderam se vacinar nesta semana, por causa do intervalo necessário entre uma vacina e outra, poderão se vacinar posteriormente, quando tiver completado o prazo necessário entre uma vacina e outra.

Contagem irá vacinar todos os professores nesta semana. Amanhã é a vez dos trabalhadores do ensino Médio

A vacinação dos profissionais da Educação que atuam em Contagem entrou em uma nova etapa nesta semana. Nesta segunda-feira (7/6) começaram a ser vacinados os trabalhadores das redes pública e privada que atuam no Ensino Fundamental. Amanhã (8/6) será a vez dos trabalhadores do Ensino Médio e Técnico, e na quarta (9/6), dos trabalhadores do Ensino Superior e da Educação de Jovens de Adultos (EJA).

A prefeita de Contagem, Marília Campos, esteve no Centro de Saúde Eldorado, na manhã desta segunda-feira (7/6) para acompanhar de perto o processo. Ela estava acompanhada dos secretários Fabrício Simões (Saúde), Telma Ribeiro (Educação) e o deputado federal, Rogério Correia.

Marília Campos salientou a importância da continuidade dos cuidados preventivos e disse que a cidade continuará  buscar mais vacinas para combater o coronavírus. “Hoje estamos vacinando os profissionais da Educação, mas precisamos de muitas outras vacinas para fazer o controle desta pandemia na cidade. Enquanto isso não acontece, é importante, mesmo que vacinada, a pessoa continuar usando máscara, álcool em gel e fazendo o distanciamento. Precisamos vencer esta luta contra a Covid-19”, enfatizou a prefeita.

Na opinião do secretário de Saúde, Fabrício Simões, a expectativa é de que cheguem cada vez mais vacinas, para que a cidade possa também beneficiar mais pessoas: “Hoje cerca de 32% das pessoas da cidade foram vacinadas e esperamos que uma quantidade maior de vacina chegue em breve. Estamos fazendo nossa parte e sempre que a vacina chega a gente se organiza e faz mutirões, se preciso. Queremos muito avançar. Hoje estamos vacinando os educadores, mas queremos, tão logo seja possível, também vacinar as demais pessoas, inclusive sem comorbidades”.

A secretária de Educação, Telma Ribeiro, comemorou a ampliação da vacinação para a categoria dos trabalhadores da Educação. “Estamos num momento muito importante, feliz pelas imunizações e com a esperança de que, assim que possível, retomemos às atividades nas escolas, com toda a segurança para todos”.

Vale lembrar que os profissionais da educação infantil que atuam no município, nas redes pública e privada, teve a vacinação iniciada em 31/5.  

com informações e foto PMC

Contagem inicia cadastramento de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas para a vacinação

Contagem inicia nesta quarta-feira (5/5) cadastramento de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas para a vacinação contra a Covid-19. O cadastro deve ser feito exclusivamente pelo formulário disponível nos links abaixo, até o próximo domingo (9/5), às 23h59. As informações e o calendário de vacinação serão sempre divulgados nos canais oficiais da Prefeitura.

São dois cadastros distintos. Um para pessoas de 18 a 59 anos e 11 meses, residentes em Contagem, que apresentem uma ou mais das doenças listadas.

CLIQUE AQUI para fazer o cadastro das pessoas com comorbidades.

E outro de gestantes e puérperas residentes em Contagem. De acordo com o Ministério da Saúde, para a vacinação são consideradas as puérperas com até 45 dias de pós-parto.

CLIQUE AQUI para fazer o cadastro das gestantes e puérperas.

Orientações

Não serão aceitos envios por e-mail ou por telefone. O cadastro tem como objetivo realizar o levantamento desse público. Não será feito o agendamento da vacinação. A população deve acompanhar a divulgação do calendário de vacinação nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura.

Todas as informações prestadas no cadastro deverão ser confirmadas no momento da vacinação. O cadastro será enviado aos órgãos de controle externo e, em caso de informações falsas, ficarão sujeitos às responsabilizações administrativas, civis e penais aplicáveis.

O comprovante do cadastro será enviado por e-mail. As pessoas deverão apresentar esse comprovante no dia da vacinação, seja impresso ou no celular e afins.

Para ser vacinado contra a Covid-19, este grupo prioritário deverá, além de realizar cadastro e levar o comprovante, apresentar documentos para comprovar a condição de saúde como exames, receitas, relatório médico e/ou prescrição médica.

As pessoas com comorbidades com 60 anos ou mais já estão contempladas na priorização por faixa etária.

As condições de saúde que se enquadram neste grupo prioritário são:
– Diabetes mellitus;
– Pneumopatias crônicas graves;
– Hipertensão Arterial Resistente (HAR);
– Hipertensão arterial estágio 3;
– Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
– Insuficiência cardíaca (IC);
– Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar;
– Cardiopatia hipertensiva;
– Síndromes coronarianas;
– Valvulopatias;
– Miocardiopatias e Pericardiopatias;
– Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas;
– Arritmias cardíacas;
– Cardiopatias congênita no adulto;
– Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados;
– Doença cerebrovascular;
– Doença renal crônica;
– Imunossuprimidos;
– Hemoglobinopatias graves;
– Obesidade mórbida;
– Síndrome de down;
– Cirrose hepática e
– Doenças raras – doenças que causam imunossupressão como síndrome de Cushing, lúpus eritematoso sistêmico, doença de Chron, imunodeficiência primária com predominância de defeitos de anticorpos; doenças que causam comprometimento pulmonar crônico como a fibrose cística; doenças que causam deficiências intelectuais e/ou motoras e cognitivas como a síndrome Cornélia de Lange, a doença de Huntington; e outras doenças raras como anemia falciforme e talassemia maior.

fonte: Secom/PMC/VanessaTrotta imagem: Secom/PMC/JanineMoraes

Boa notícia! Mortalidade em pessoas com mais de 80 anos diminui 61% após vacinação

Segundo o governo do Estado, a mortalidade para idosos com mais de 80 anos passou de 25,1% para 9,9%. Uma queda importante que deve ser comemorada.

A diminuição de mortalidade também foi notada em todas as faixas etárias que já avançaram no processo de imunização.

Entre as pessoas acima de 90 anos, a queda foi de quase sete pontos percentuais, passando de 8,6%, do total de óbitos registrados por covid-19, para 2%. Na faixa etária entre 70 a 79 anos também é possível verificar uma redução: em janeiro, 29,5% do total de óbitos eram de pessoas nesta faixa etária. Em abril, este número reduziu para 27,4%.

“Durante 2020, as mortes de idosos se mantiveram no patamar de 25% a 30% de todos os óbitos por covid-19. Com o início da vacinação, esse número vem caindo”, avalia a coordenadora da Sala de Situação e do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs-MG) da SES-MG, Eva Lídia Medeiros.

Internações

Os dados relacionados às internações também apontam queda no índice de idosos com mais de 70 anos que precisaram de UTI no estado. Segundo Eva Lídia é possível verificar que, na segunda quinzena de janeiro, 14,8% do total de internações em UTI por covid-19 eram de pessoas na faixa etária de 80 a 89 anos. Já em abril, este número foi para 6,9%.

Entre os idosos de 70 a 79 anos, o percentual de internados caiu de 20,6%, em janeiro, para 15,9%, em abril. Entre as pessoas acima de 90 anos, 5,1% estavam na UTI por covid-19 em janeiro; na última semana de abril este índice passou para 1,7% do total. “A vacina garante a segurança sanitária de toda a população. Os estudos científicos publicados até o momento comprovam que, após a segunda dose, a imunidade é alcançada, individual e coletivamente”, afirma Eva Lídia.

Vacinação no estado

Até o momento, Minas Gerais recebeu do Ministério da Saúde 6.811.680 doses de vacinas contra o coronavírus. Cerca de 3,3 milhões de mineiros já foram imunizados com a segunda dose, completando o esquema vacinal necessário para a proteção contra a doença.

Governo do Estado atrasa entrega de Coronavac e Contagem segue sem segunda dose para vacinação

Governo do Estado ainda não entregou as doses de Coronavac enviadas pelo Ministério da Saúde para Contagem. Por esta razão, a cidade continua sem aplicar a segunda dose nas pessoas que foram vacinadas com doses da Coronavac, após 6 de abril.

Segundo a prefeitura, estas vacinas deveriam ter sido entregues ontem, segunda-feira.

Segundo a prefeitura, o Ministério da Saúde já garantiu nova remessa da vacina CoronaVac, produzidas pelo instituto Butantan; novo calendário de vacinação deverá ser divulgado em breve.

Segundo explica o secretário de Saúde, Fabrício Simões, a reserva técnica de doses do município garantiu a aplicação da segunda dose da CoronaVac até essa segunda-feira (3/5), no entanto, é preciso receber mais doses para completar o esquema vacinal dos idosos.

“A falta dessas doses da vacina Coronavac está atingindo todo o país. O Ministério da Saúde ficou de enviar mais doses para os estados. Já solicitamos à Secretaria Estadual de Saúde e estamos aguardando essa remessa. Reforço que sempre seguimos as orientações do Governo do Estado sobre a quantidade de doses e o público-alvo no processo de vacinação contra a Covid-19”, afirmou.

Contagem não é única cidade que enfrenta falta da vacina Coronavac. Os problemas foram causados devido a uma orientação do Ministério da Saúde que dispensou os municípios de fazerem a reserva da segunda dose e garantiu a entrega de vacinas suficientes para continuar a vacinação.

Contudo, houve atraso no envio de insumos vindos da China e o Ministério da Saúde parou de encaminhar novas doses de Coronavac aos municípios.

Belo Horizonte é um dos municípios que também enfrentam esse problema. Na capital, a prefeitura afirma que são precisas 80 mil doses de Coronavac para dar continuidade à vacinação dos idosos que têm entre 64 e 67 anos.

Vacinação comAstraZeneca

O município continua a vacinação com doses da marca AstraZeneca, que ainda não estão em falta.

Contagem recebeu na segunda-feira (3/5) mais 15.675 doses das vacinas contra a Covid-19 e, com isso, o que possibilitou a ampliação da vacinação para idosos a partir de 60 anos nesta terça-feira (4/5).Segundo definição do Governo do Estado, essas doses são destinadas para imunização dos trabalhadores de saúde, idosos e forças de segurança, sendo 200 para a primeira dose deste último grupo prioritário.

Os 23 locais de vacinação funcionarão das 8h às 15h para receber esse público-alvo.

O idoso a partir de 61 anos que ainda não compareceu ao posto de saúde para tomar a primeira dose da vacina na data marcada para início da vacinação de sua faixa etária pode procurar em qualquer dia da semana um dos postos disponíveis para se vacinar.

Na hora de vacinar, é necessário utilizar máscara e manter o distanciamento social. É exigido que o idoso leve o documento de identidade com foto, CPF, e, aconselhável, um comprovante de endereço.

A Secretaria Municipal de Saúde solicita somente um acompanhante por idoso para evitar aglomerações.

com informações PMC/VanessaTrotta